23 novembro 2022 5:31
23 novembro 2022 5:31

Em Rio Branco, justiça torna réu homem que tentou matar mulher em escola da capital

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Ao aceitar a denúncia do Ministério Público do Acre o Juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditória Militar Alesson Braz disse que “a materialidade e os indícios de autoria evidenciam-se pelos depoimentos de testemunhas e da vítima Adriana do Nascimento Araújo”

Com a decisão o presidiário Jairo da Silva Cordeiro passou da condição de acusado para réu no processo.

Ele vai responder ação penal, que é a produção de provas no âmbito da justiça, por tentativa de homicídio por motivo torpe, utilizando de recurso que dificultou a defesa da vítima e num contexto de violência doméstica e familiar.

O crime ocorreu na manhã de 14 de setembro deste ano, em um dos corredores da Escola Neutel Maia, localizada na avenida Nações Unidas, no bairro do Bosque.

Consta na denúncia, que Jairo da Silva Cordeiro invadiu a escola e foi até onde a ex-mulher estava. Adriana do Nascimento Araújo, foi atacada no corredor da escola, enquanto trabalhava.

Na sequência o criminoso fugiu e a vítima foi socorrida pelo SAMU. Minutos depois, Jairo da Silva Cordeiro, foi preso ainda em flagrante.

A ação foi realizada por investigadores da Delegacia de Homicídios da Polícia Civil. Quando foi rendido pelos agentes da DHPP Jairo Cordeiro, ainda portava a arma do crime.

A partir de agora, o réu por meio do advogado, terá o prazo de 10 dias para responder à acusação.

Acre News

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS