1 fevereiro 2023 2:05
1 fevereiro 2023 2:05

Dengue: Rio Branco apresenta redução no índice de infestações prediais, mas risco ainda é alto

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O combate ao mosquito da dengue não cessa. Na manhã desta quinta-feira (24), a Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), junto à Vigilância Epidemiológica, apresentou o resultado do LIRA (Levantamento Rápido de Infestação do Mosquito da Dengue em Rio Branco).

De acordo com os dados apresentados, o índice de infestação predial do município hoje é de 6,04 %, o que significa ser um risco ainda alto, mas quando comparado com o do ano passado, houve uma grande redução, já que o percentual era de 8,9%. O prefeito Tião Bocalom atribui essa redução ao esforço das secretarias de Saúde e de Cuidados com a Cidade (SMCCI).

(Foto: Evandro Derze/Assecom)

“Tenho escutado depoimentos por onde passo, de que nunca ocorreu uma limpeza tão forte como a que está acontecendo agora. Fico feliz com a equipe do Joabe Lira, que tem se dedicado muito. Tudo isso se transforma em segurança na saúde da nossa população.”

A secretária municipal de Saúde, Sheila Andrade, afirmou que a parceria com a SMCCI e a Semsa é fundamental. Segundo ela, a população tem grande importância nesse processo. Ela disse, ainda, que é usado um dos melhores e mais eficazes inseticidas do Brasil.

“Que a população receba nossos agentes, converse com eles, prestem atenção nas orientações que eles darão, eu tenho certeza que, cada vez mais, nós vamos controlar a dengue e outras doenças que possam vir.”

(Foto: Evandro Derze/Assecom)

De acordo com Joabe Lira, secretário municipal de Cuidados com a Cidade, do início do ano até agora já foram retirados 62 mil toneladas de entulhos, e que 140 córregos foram limpos, o que ajuda na prevenção ao mosquito. Ele afirma, ainda, que a limpeza dos bairros já está sendo iniciada novamente.

“Em 2022, batemos todas as metas estabelecidas, nós fizemos limpeza nos 230 bairros.  Esse trabalho tem sido contínuo.”

De todas as regionais do município, a do Calafate é a que possui o menor risco de infestação do mosquito. Manoel Alexandre, morador da regional, fala sobre a importância da participação da comunidade.

“Falo, sempre que posso, sobre a importância de termos os nossos bairros limpos. Quem ganha é a comunidade!”

Acre News

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS