2 dezembro 2022 7:51
2 dezembro 2022 7:51

Copa do Mundo: Sete capitães de seleções não vão usar braçadeiras “OneLove”

Segundo as regras da Fifa, o equipamento da equipe não deve ter slogans, declarações ou imagens políticas, religiosas ou pessoais

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Os capitães da Inglaterra, País de Gales, Bélgica, Holanda, Suíça, Alemanha e Dinamarca não usarão braçadeiras “OneLove” depois que a Fifa (leia nota abaixo) deixou claro que eles seriam reservados, disseram as federações em comunicado conjunto nesta segunda-feira (21).

“Você não quer que o capitão comece o jogo com um cartão amarelo. É por isso que é com pesar que nós, como grupo de trabalho da Uefa e como equipe, tivemos que decidir abandonar nosso plano”, disse a associação holandesa de futebol (KNVB) disse em um comunicado.

A KNVB disse que a Fifa deixou claro apenas horas antes do início da partida contra o Senegal na segunda-feira que o capitão Virgil van Dijk receberia um cartão amarelo se entrasse em campo usando a braçadeira como planejado.

A KNVB disse estar “profundamente decepcionada” com a posição da Fifa e não deixaria passar despercebida. “Isso é completamente contra o espírito do nosso esporte, que une milhões de pessoas”, disse a KNVB em comunicado.

“Juntamente com outros países envolvidos, analisaremos criticamente nossa relação com a Fifa”. A braçadeira foi projetada para transmitir uma mensagem “contra qualquer forma de discriminação”, disse a federação holandesa.

De acordo com as regras da Fifa, o equipamento da equipe não deve ter slogans, declarações ou imagens políticas, religiosas ou pessoais e, durante as Competições Finais da Fifa, o capitão de cada equipe “deve usar a braçadeira de capitão fornecida pela Fifa”.

Wales disse que os países envolvidos estavam preparados para pagar multas que normalmente se aplicariam a violações dos regulamentos de uniformes, mas as sanções esportivas foram um passo longe demais.

“Como federações nacionais, não podemos colocar nossos jogadores em uma posição em que possam enfrentar sanções esportivas, incluindo cartões, por isso pedimos aos capitães que não tentem usar as braçadeiras nos jogos da Copa do Mundo da Fifa“.

Leia abaixo a íntegra da nota divulgada pela Fifa

Após discussões, a FIFA pode confirmar que sua campanha Sem Discriminação foi antecipada da fase planejada das quartas de final para que todos os 32 capitães tenham a oportunidade de usar esta braçadeira durante a Copa do Mundo da FIFA Qatar 2022™.

Isso está de acordo com o Artigo 13.8.1 do Regulamento de Equipamentos da FIFA , que afirma: “Para as Competições Finais da FIFA, o capitão de cada Equipe deve usar a braçadeira de capitão fornecida pela FIFA.”

Os regulamento da Copa do Mundo da FIFA Catar 2022, conforme aprovado por todos no jogo, existem para preservar a integridade do campo de jogo para todos os participantes e são igualmente aplicáveis ​​a todas as equipes concorrentes.

A FIFA é uma organização inclusiva que quer colocar o futebol em benefício da sociedade, apoiando causas boas e legítimas, mas isso deve ser feito no âmbito dos regulamentos da competição que são conhecidos por todos. O presidente da FIFA, Gianni Infantino, reiterou seu apoio à comunidade LGBTQI+ durante a Copa do Mundo da FIFA Qatar 2022.

“Tenho falado sobre esse assunto com a mais alta liderança do país”, disse o presidente da FIFA. “Eles confirmaram e posso confirmar que todos são bem-vindos. Se alguém disser o contrário, bem, não é a opinião do país e certamente não é a opinião da FIFA”.

Fonte: CNN Brasil

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS