1 fevereiro 2023 12:23
1 fevereiro 2023 12:23

Comunidade Capatará: governo incentiva cadeia produtiva de mandioca, com implementação de casa de farinha em Capixaba

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Com a distribuição de um kit industrial e ajustes na infraestrutura para implementação de uma casa de farinha, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Produção e Agronegócio do Acre (Sepa), irá beneficiar os produtores rurais da comunidade Capatará, em Capixaba. O termo de cessão dos objetos foi assinado na semana passada, em Rio Branco.

A iniciativa vai dinamizar a cadeia produtiva da mandioca na região e promover um impacto na renda e qualidade de vida para mais de 55 famílias.

Equipe da Sepa e agricultores com microtrator utilizado na produção. Foto: Danna Anute/Secom

“Com a cadeia produtiva da mandioca e seus subprodutos, como farinha e goma, a agricultura familiar da região terá muitos ganhos no setor”, frisou o titular da pasta do Agronegócio, Edivan Azevedo.

Material que será usado para implementar a casa de farinha. Foto: Danna Anute/Secom

“A comunidade do Capatará está feliz com as ações do governo para fortalecer a agricultura familiar”, afirmou Vanusa Correia, presidente da Associação do Capatará.

Conversando com produtores como Paulo Carneiro, Azevedo pôde comprovar as melhorias com a mecanização agrícola nas propriedades, como a destoca, que é a limpeza da terra.

“Estamos tendo bons resultados, porque já passamos a primeira fase; a dificuldade é justamente o trabalho inicial da terra, com a mecanização, que representa 80% do trabalho que o produtor tem para preparar a terra e fazer o plantio”, relatou. Carneiro ainda disse que a ajuda do governo facilita a produção e aumento da produtividade.

Titular da Sepa durante visita a agricultores. Foto: Danna Anute/Secom

Além disso, o agricultor trabalha com a cadeia produtiva da mandioca, e ficou contente ao saber que a Sepa está trabalhando para implementar uma casa de farinha na comunidade.

Chefe da Divisão de Mecanização da pasta, Manoel Cumarú destacou: “Estamos dando continuidade a uma missão para fortalecer a assistência e o suporte para agricultura familiar, com máquinas e equipamentos; estamos no caminho para mudar a realidade dos produtores”.

Com a implementação da casa de farinha, a comunidade terá oportunidade de produzir mais e em menos tempo, além obter mais ganhos na renda familiar.

Fonte: Agência Brasil

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS