28 novembro 2022 9:24
28 novembro 2022 9:24

Bolsa ESTUDANTIL do Governo: confira os requisitos para receber R$ 1.200,00

Alunos de escolas públicas que se destacarem em programas acadêmicos poderão receber uma bolsa do Governo Federal. Entenda!

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Quase um ano depois da instituição do Auxílio Brasil, o Governo Federal liberou os requisitos de concessão e os créditos necessários para a implementação de um novo programa: a Bolsa Estudantil. Basicamente, trata-se de um projeto que busca ajudar alunos em situação de vulnerabilidade social.

Quer saber mais sobre o projeto e quem pode recebê-lo? Então continue nos acompanhando logo abaixo para não perder nenhuma informação importante sobre o assunto

Bolsa Estudantil do Governo Federal

Como dito anteriormente, o foco do projeto são os alunos de baixa renda cujas famílias já recebem o Auxílio Brasil. Além disso, a prioridade é para os cidadãos de famílias indígenas e quilombolas, mas as regras de concessão funcionam para todos igualmente: é necessário, antes de tudo, que os alunos tenham um desempenho acadêmico acima da média em algumas competições estudantis.

No total, a bolsa concede um valor de R$ 2,2 mil para cada aluno destaque, sendo que o pagamento é realizado em 12 parcelas de R$ 100, além de uma cota única de R$ 1 mil. Os valores são depositados diretamente no cartão do titular do Auxílio Brasil e podem ser sacados através do Caixa Tem (Android: https://bityli.com/SVbrUS ou iOS: https://bityli.com/FwISrT).

Quem realiza o repasse das parcelas é o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Dessa forma, os estudantes e suas famílias não precisam se inscrever em nenhum canal específico ou solicitar o dinheiro ao Governo Federal, visto que a transferência ocorre automaticamente para quem tem direito à bolsa.

A análise de dados que concede os pagamentos ocorre após o destaque dos alunos e é possível porque os encarregados de enviarem as informações dos participantes ao Governo Federal são os realizadores das competições. Vale ressaltar que mesmo que o estudante de destaque em duas competições diferentes, ele só terá acesso a uma bolsa.

A distribuição das bolsas, por sua vez, ocorrerá da seguinte forma: metade para alunos de ensino fundamental e metade para alunos de ensino médio. Caso alguma bolsa fique vaga, deve haver a redistribuição dos recursos.

Quais as regras de concessão do programa?

Ademais, a Bolsa de Estudos é direcionada para os alunos que conquistarem medalhas de prata, ouro, bronze ou menções honrosas em competições científicas ou acadêmicas.

Para que haja concessão, entretanto, essas competições devem estar credenciadas no sistema do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), que receberá os registros dos alunos e será responsável por entrar em contato com as famílias. Confira quais são os critérios mais importantes de repasse da bolsa:

  • O aluno participante deve estar cursando o ensino médio ou fundamental de escolas da rede pública (ou ser bolsista integral de escolas particulares);
  • Deve fazer parte de uma família que já receba o Auxílio Brasil;
  • Deve garantir uma das primeiras colocações em competições acadêmicas credenciadas.

O objetivo da bolsa é fazer com que os alunos se sintam incentivados a continuarem pesquisando e seguindo carreiras acadêmicas, de forma a encontrarem a emancipação com ajuda da ciência.

Pronatec

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS