9 dezembro 2022 3:11
9 dezembro 2022 3:11

Aposentado é morto a tiros no portão de casa

Família disse que a vítima brigou com o suspeito antes de ser atingido por dois tiros na cabeça. De acordo com a polícia, até a publicação desta reportagem nenhum suspeito foi preso.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Um homem de 54 anos foi morto na porta da casa onde morava com a esposa, em Novo Horizonte, na Serra, na Grande Vitória. O crime aconteceu por volta das 18h deste sábado (12), de acordo com a polícia, até a publicação desta reportagem nenhum suspeito foi preso.

Osmar Esteves trabalhou como motorista de ônibus, mas era aposentado por questões de saúde. Familiares disseram que não sabem o que teria motivado o crime e que ele era uma pessoa tranquila, não tinha envolvimento com drogas nem bebia.

Aposentado é morto a tiros no portão de casa na Serra, ES — Foto: Reprodução TV Gazeta
Aposentado é morto a tiros no portão de casa na Serra, ES — Foto: Reprodução TV Gazeta

Osmar levou dois tiros na cabeça e morreu na hora. A família disse à reportagem que o homem tinha saído para deixar a esposa no trabalho e que, assim que chegou em casa, o suspeito apareceu na rua e chamou a vítima pelo nome.

Os dois começaram a discutir mas ninguém soube dizer o motivo da discussão. No meio da briga, o suspeito atirou duas vezes contra a vítima.

Segundo um irmão de Osmar, que não quis se identificar, os familiares estão em choque com a notícia. “Queremos justiça, e que Deus abençoe quem fez isso, que a Justiça trabalhe na sua lei e pegue quem fez isso para que essa pessoa pague por este crime”, comentou. O irmão contou ainda que Osmar estava realizando o sonho de construir a própria casa.

A Polícia Civil informou, em nota, que o caso seguirá sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Serra. Ainda segundo o comunicado, detalhes da investigação não serão divulgados, por enquanto.

O corpo da vítima foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para ser necropsiado e, posteriormente, liberado para os familiares.

Por Caique Verli, g1 ES e TV Gazeta

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS