25 novembro 2022 5:44
25 novembro 2022 5:44

Acreano é destaque na Copa Brasil de Futebol jogando pela seleção Sub-13 de Pernambuco

Em quatro jogos já disputado, o jovem atleta marcou 4 dos 9 gols feitos pelo time pernambucano, ajudando a equipe a se classificar para a partida final da competição

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Mais um talento do Estado começa a brilhar nos campos de futebol do Brasil, assim como aconteceu com o goleiro Weverton, do Palmeiras, primeiro acreano convocado pela seleção brasileira para disputar a Copa do Mundo de 2022, no Catar.

Atualmente morando em Caruaru-PE, Gabriel Idalino, de 13 anos de idade, está disputando a Copa Brasil de Futebol 7 Base, que acontece em São Paulo, pela seleção Sub-13 de Pernambuco. Em quatro jogos já disputado, o jovem acreano marcou 4 dos 9 gols feitos pelo time pernambucano, ajudando a equipe a se classificar para a partida final da competição, que acontece amanhã.

O gol da classificação saiu dos pés de Idalino, nesta segunda-feira, 14. O time pernambucano venceu a equipe do Dortmund, de Natal, Rio Grande do Norte, por 1 a 0.

“Estou gostando muito de participar da Copa. Ganhamos todos os jogos até agora, e espero que possamos ganhar o campeonato, pois estamos bem focados. Estou treinando bastante, lutando para ter mais oportunidades, e, se Deus quiser, conseguir jogar em um time grande. Já fui chamado para várias equipes de Pernambuco. Espero que algum ‘olheiro’ veja o meu futebol e avalie o meu potencial”, comentou Idalino.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Acre (Sinjac), Luiz Cordeiro, que é avô de Gabriel, falou com emoção do bom desempenho do atleta.

“Tenho um orgulho muito grande do Gabriel. Em 2019, quando eu estava morando em Caruaru, fui o primeiro a incentivá-lo. Sempre observei que ele tinha o dom para o futebol! Graças a Deus, depois de três anos, podemos observar sua evolução, se destacando cada vez mais. Só para se ter uma ideia, são 185 municípios em Pernambuco, e ele ser chamado para a seleção daquele Estado, foi um saldo muito grande. Todos da família estão muito felizes”, frisou o avô do atleta, que também é neto do sindicalista e ex-presidente do PT, no Acre, professor Manoel Lima.

A Gazeta do Acre/Dell Pinheiro

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS