9 dezembro 2022 3:44
9 dezembro 2022 3:44

Jurado pergunta se choro de Flordelis é real; ex-deputada se diz inocente

Ex-deputada federal é julgada pela morte do marido, Anderson do Carmo. Flordelis afirma que Anderson abusada dela e das filhas

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A estratégia de defesa da ex-deputada federal Flordelis no julgamento em que ela responde pela morte do então marido, o pastor Anderson do Carmo, é tentar transferir para ele a culpa pela própria morte. A política e pastora acusou o homem com quem foi casada por 25 anos de ter abusado dela e de filhas do casal, mas manteve a versão de fugir de qualquer relação com o crime, ocorrido em 16 de junho de 2019 na casa da família, no Rio de Janeiro.

“Eu não tenho que pagar pelos erros de ninguém. Há três anos estou pagando por uma coisa que eu não fiz. Eu estou sendo chamada de mandante do assassinato da pessoa que eu mais amei nessa vida”, disse ela, neste sábado (12/11), ao prestar depoimento no Tribunal do Júri de Niterói (RJ). É o sexto dia de julgamento.

Flordelis foi denunciada pelo Ministério Público como mandante de homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio, uso de documento falso e associação criminosa armada. Dois de seus filhos já foram condenados como executores do crime. De acordo com a denúncia, Flordelis não queria mais ficar casada com a vítima, mas preferiu matar a se separar, evitando assim o que achava que seria um escândalo na igreja onde ambos eram pastores.

Após a Justiça ter aceitado a denúncia e determinado o julgamento pelo Tribunal do Júri, Flordelis teve o mandato parlamentar cassado, em agosto de 2021, e foi presa.

Neste sábado, além de jurar inocência em vários momentos, ela relatou ter ficado sabendo que o então marido abusava de filhas e até netas. “É muito difícil para mim falar, mas foi a ciência dos abusos que aconteceram dentro da minha casa”, disse ela, sobre a possível motivação do crime que nega ter cometido. “Em momento algum eu mandei ou pensei em matar o meu marido”, disse Flordelis, aos prantos. “Eu estou na cadeia hoje pagando por algo que eu não fiz. Eu amava o meu marido. Está sendo muito difícil”, completou ela.

Metrópoles

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS