24 novembro 2022 3:41
24 novembro 2022 3:41

Guerra na Ucrânia: “Armagedom” é citado por Joe Biden que afirma está prestes a acontecer uma guerra nuclear

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse na última quinta-feira, 06 de outubro, que o mundo está sob a ameaça de um “Armagedom” nuclear pela primeira vez desde a Guerra Fria.

Apesar de a Casa Branca repetir não dispor de nenhum elemento indicando que a Rússia se prepara para usar uma arma nuclear, como ameça o presidente russo Vladimir Putin, Biden afirmou que está vigiando as reações do chefe do Kremlin diante da contraofensiva ucraniana.

“Não enfrentamos um possível Armagedon (passagem bíblica do Apocalipse, que fala sobre a batalha final entre o bem e o mal) desde Kennedy e a crise dos mísseis” de Cuba em 1962, disse Biden em um evento de arrecadação de fundos do Partido Democrata em Nova York.

O presidente russo, Vladimir Putin, “não está brincando” quando ameaça usar armas nucleares para continuar sua invasão da Ucrânia, segundo o presidente americano. Biden fez comentários inusitadamente fortes sobre os riscos representados pelas ameaças nucleares de Putin enquanto falava com apoiadores democratas na casa de James Murdoch, filho do magnata da mídia Rupert Murdoch, em Manhattan.

Biden fez referência à provocação nuclear que a então União Soviética iniciou, ao instalar mísseis em Cuba, próximo ao território dos Estados Unidos.

“Pela primeira vez desde a crise dos mísseis cubanos, temos uma ameaça direta do uso de armas nucleares, se de fato as coisas continuarem do jeito que estão.”

Ameaças veladas

Putin fez ameaças veladas sobre o uso de armas nucleares caso as atuai opções militares russas na Ucrânia para conter a forte resistência de Kiev, que tem o apoio do Ocidente, se esgotarem.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS