7 outubro 2022 12:55
7 outubro 2022 12:55

Varíola do Macaco: Mais um caso suspeito de Monkeypox é investigado pela Secretaria de Saúde do Acre

Paciente buscou atendimento na Unimed, no último sábado (3), com sintomas da doença. Estado teve apenas um caso da varíola dos macacos confirmado até o momento.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde da Regional de Saúde do Acre (Cievs) divulgou a informação, nesta segunda-feira (5), que investiga mais um caso de Monkeypox na capital acreana. O paciente buscou atendimento na Unimed no último sábado (3).

Com isso, o total de casos suspeitos chegou a 20 sendo um confirmado, 15 descartados e quatro em investigação.

No último dia 30, as equipes de saúde do Acre foram avisadas de que um acreano havia buscado um hospital de Jardim, no Mato Grosso do Sul, com sintomas de Monkeypox. A saúde será avisada apenas dos resultados dos exames e testes feitos no paciente. Não foram divulgadas maiores informações sobre as condições do paciente e quando ele buscou atendimento médico.

O Acre tem apenas um caso confirmado da doença. A confirmação foi divulgada no dia 25 de julho. O paciente, de 27 anos, viajou para o exterior e em seu retorno apresentou febre, cansaço físico e pápulas espalhadas pelos braços e abdômen, sendo notificado no dia 11 do mesmo mês pela Unimed. Ele já recebeu alta médica.

No dia 25 de agosto, o Cievs divulgou que recebeu três resultados negativos de casos que estavam em investigação.

Treinamento

Com diversos casos suspeitos em crianças a Rede de Urgência e Emergência (RUE) da Secretaria de Saúde do Estado (Sesacre) fez um treinamento em profissionais do Hospital da Criança e da Maternidade Bárbara Heliodora, em Rio Branco.

A capacitação ocorreu no auditório do Instituto de Traumatologia e Ortopedia no Acre (Into) com a infectologista Cirley Lobato, no dia 18 de agosto. A profissional destacou que o foco do treinamento é como atender e oferecer a melhor assistência às crianças e grávidas com sintomas da doença.

Sintomas e transmissão

Os sintomas iniciais da varíola dos macacos costumam ser febre, dor de cabeça, dores musculares, dor nas costas, gânglios (linfonodos) inchados, calafrios e exaustão.

Dentro de 1 a 3 dias (às vezes mais) após o aparecimento da febre, o paciente desenvolve uma erupção cutânea, geralmente começando no rosto e se espalhando para outras partes do corpo.

As lesões passam por cinco estágios antes de cair, segundo o Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos. A doença geralmente dura de 2 a 4 semanas.

O que é um diferencial indicativo: o desenvolvimento de lesões – lesões na cavidade oral e na pele. Elas começam a se manifestar primeiro na face e vão se disseminando pro tronco, tórax, palma da mão, sola dos pés”, completa Trindade, que é consultora do grupo criado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações para acompanhar os casos de varíola dos macacos.

G1

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS