21 setembro 2022 8:50
21 setembro 2022 8:50

Urnas eletrônicas começam a ser lacradas hoje

O processo ocorre até o dia 28 de setembro. O equipamento recebe as mídias com nomes de eleitores e candidatos aos cargos para então ser lacrada

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) começa, nesta quarta-feira (21/9), a lacração das urnas que serão usadas nas eleições deste ano na capital. O procedimento ocorre até o dia 28 de setembro, quando os equipamentos serão enviados para os centros de distribuição em pontos da capital.

A prática consiste na instalação das mídias geradas com nomes de eleitores por seção, candidatos e partidos, além da colocação de lacres assinados por juízes que atestam a integridade dos equipamentos. Para a abertura, a cerimônia contou com a presença do presidente e desembargador do TRE-DF Roberval Belinati. “Essa lacração significa a preparação da urna para o dia de votação. É um momento muito importante“, destacou. “Esse lacre vai constatar a segurança, a integridade e a confiabilidade da urna eletrônica“, garantiu.

Segundo presidente do tribunal, serão preparadas em média 1 mil urnas por dia, totalizando 6.748 equipamentos a serem utilizados no DF. Cada uma, contará com, aproximadamente, 450 eleitores e cerca de 900 candidatos a deputado federal e distrital, senador, governador e presidente. “A mídia vai introduzindo nas urnas todas essas informações“, pontuou o desembargador. Na capital, são cerca de 2,3 milhões de eleitores aptos para votar.

Além das mídias, a bateria das urnas estará carregada com capacidade de 12 horas. “Se nós não tivermos energia elétrica, as bateria serão acionadas. Não haverá nenhum prejuízo para o processo eleitoral“, avaliou o presidente do TRE-DF. Na capital, serão 610 locais de votação e 34 mil pessoas trabalharão como mesárias no próximo dia 2 de outubro, quando as votações ocorrem das 8h às 17h.

Para garantir a segurança no dia da eleição, o desembargador pontuou que cerca de 12 mil policiais estarão trabalhando. “Queremos aqui, no DF, eleições transparentes, seguras e pacíficas“, ressaltou o presidente. O transporte e distribuição das urnas para as seções eleitorais contará com o apoio da Polícia Militar do DF.

O TRE-DF também organiza as eleições no exterior. São quase 700 mil brasileiros em 106 países. Para que eles possam votar para presidente, 695 urnas foram preparadas na capital e encaminhadas para os países na semana passada.

Fonte: Correio Braziliense

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS