29 setembro 2022 5:49
29 setembro 2022 5:49

Soraya Thronicke tem gastos em sua campanha com o uso de jatinhos, que superam os gastos de Ciro e Lula

Candidata à Presidência da República, Soraya Thronicke já gastou R$ 1,7 milhões em fretamento de aeronaves na campanha eleitoral.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Com apenas 1% nas pesquisas, a senadora Soraya Thronicke (União Brasil) declarou ao TSE já ter gasto com aluguel de jatinho para campanha mais que o ex-presidente Lula, que lidera a corrida ao Palácio do Planalto.

Segundo a prestação de contas da parlamentar à Justiça Eleitoral, ela já desembolsou R$ 1,75 milhão com fretamento de aeronaves para se deslocar pelo país durante a campanha.

Os jatos foram alugados da empresa “Rico Táxi Aéreo LTDA”, sediada em Manaus. Até agora, foram três transferências: duas de R$ 437 mil cada no início da campanha e outra de R$ 875 mil no final de agosto.

Para se ter uma comparação, Lula informou ter desembolsado R$ 717,8 mil com aluguel de aeronaves para viajar na campanha até o momento. Já Ciro Gomes (PDT) declarou R$ 702 mil com esse tipo de gasto.

Jair Bolsonaro, por sua vez, tem viajado apenas em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB), por ser presidente da República. Os custos, porém, serão reembolsados pelo partido dele, o PL, que ainda não declarou os valores.

Simone Tebet (MDB) ainda não declarou gastos com transporte aéreo.

À coluna, a assessoria da candidata explicou que a contratação da empresa para prestação de serviço de transporte aéreo se deu no modelo “pré-pago” e que o valor total corresponde a 50 horas de voo para serem consumidas até o final do primeiro turno.

“Não menos importante: do valor total do contrato, a campanha repassou à empresa R$ 875 mil, o que dá direito a 25 horas de voo. Destas 25 horas já pagas, a campanha utilizou apenas 16 horas. Sendo assim, a campanha à Presidência do União Brasil tem crédito em horas de voo para as próximas agendas da candidata”, diz a assessoria.

Fundão

Resultado da fusão do PSL com o DEM, o União Brasil, partido de Soraya, recebeu a maior fatia do fundo eleitoral para gastar na campanha deste ano: R$ 782 milhões.

Todos os candidatos ao Palácio do Planalto, porém, têm o mesmo teto de gastos. Segundo regras do TSE, cada um deles só pode gastar R$ 88,9 milhões na campanha durante o primeiro turno.

Fonte/ Portal metropole.com

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS