28 setembro 2022 3:40
28 setembro 2022 3:40

Saiba quem é o homem que matou a família; estudante de medicina, atirador esportivo e assassino

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O homem que matou a ex-mulher e o filho, a tiros, em frente a uma escola infantil, no Parque São Rafael (SP), é estudante de medicina, tem registro de colecionador de armas, atirador desportivo e caçador (CAC).

O duplo homicídio cometido por Ezequiel Lemos Ramos, de 39 anos, ocorreu na segunda-feira (12/9). Ele atirou no carro onde estavam Michelli Nicolich, de 37 anos, e dois filhos do casal, de 2 e 5 anos. A mulher e o menino mais novo, que se chama Luiz Inácio Nicolich, foram atingidos e não resistiram. A criança de 5 anos não se feriu.

Uma câmera de segurança registrou o Fiat Uno branco já fora de controle e batendo em um poste. Nesse momento, Michelli, que dirigia o carro, já havia tomado o primeiro tiro. As imagens mostram que, em seguida, o atirador aparece correndo, dispara novamente e sai apressado.

Medicina no Paraguai

O assassino confesso é estudante de medicina e está no quarto ano do curso. Ele viveu por cinco anos em Ponta Porã, Mato Grosso do Sul; o município faz divisa com Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia onde ele assistia às aulas. O registro de CAC de Ezequiel o autorizava a ter um fuzil, uma pistola e uma espingarda.

Agressivo, o homem já tinha histórico de violência contra a ex-mulher. Ele chegou a ser preso em Ponta Porã no último mês de maio, após acertá-la com um soco e apontar uma arma para a cabeça dela durante uma discussão.

Testemunha

Ezequiel estava em um Fiat Mobi cinza, estacionado do outro lado da rua. A mulher buscou os dois filhos na escola e entrou no veículo. Nesse momento, o homem começou a atirar, de acordo com o relato de uma testemunha. Michelli tentou fugir com o carro, mas acabou perdendo controle do veículo e batendo contra um poste.

A mulher e o filho mais novo Luiz Inácio Nicolich Lemos foram baleados e socorridos em hospitais da região, mas não sobreviveram – Reprodução

Prisão

Ezequiel Lemos Ramos se rendeu e, desarmado, foi detido em flagrante. No 49º Distrito Policial (DP) de São Mateus, o homem foi indiciado por duplo homicídio doloso qualificado por feminicídio, emboscada e tentativa de homicídio.

A Polícia Civil ainda não encontrou a arma usada no crime, mas pediu a prisão preventiva de Ramos. Em nota, a corporação informou que realiza diligências para localizar a arma do crime e identificar se houve a participação de uma segunda pessoa no caso.

Em depoimento à polícia, Ezequiel alegou que procurou a ex-mulher porque ela deveria R$ 70 mil para ele. A família de Michelli, contudo, nega essa versão e diz que o homem a agrediu quando ela descobriu que ele estava em um site de relacionamento. A vítima teria, inclusive, uma medida protetiva contra Ezequiel.

Metrópoles

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS