3 outubro 2022 12:23
3 outubro 2022 12:23

Repasse da redução do ICMS e telefônicas deverão reduzir preço de serviços de acordo com determinação do Governo

Empresas como Vivo, TIM, Claro, Oi e Sky devem oferecer compensação ou ressarcimento pelos abatimentos entre 10% e 11% ainda não realizados.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A Anatel está apurando porque a queda de ICMS ainda não chegou às contas dos consumidores.

A agência e o Ministério da Justiça querem saber porque até agora a redução do ICMS para as telecomunicações não chegou na conta dos consumidores.

A redução do ICMS ocorreu no fim do mês de junho, mas até agora as contas praticamente não se modificaram. E é isso que a Agência Nacional de Telecomunicações investiga a pedido do governo. Medidas sancionatórias devem ser eventualmente tomadas e o Ministério da Justiça começou a notificar as operadoras de telefonia.

A Secretaria Nacional do Consumidor continua registrando reclamações de que o valor nas contas de telefone não mudou e questiona se as empresas têm um plano de ressarcimento e indenização aos clientes caso elas estejam cobrando um valor equivocado do ICMS.

As operadoras de telefonia alegam que a redução do ICMS está acontecendo no mesmo período em que há reajustes anuais nas contas dos serviços de telefonia. Por esse motivo, o impacto não está sendo sentido pelos brasileiros.

Reação do governo ao ICMS

De acordo com informações da Anatel, a lei não permite que Estados cobrem taxas de ICMS diferentes das que estão no caráter geral, variando entre 17% e 18%. De acordo com a publicação feita no diário oficial da União, as operadoras de telefonia terão 15 dias para reduzir o imposto que chega na conta dos brasileiros. Em caso de não cumprimento, a agência pode estabelecer multa de até 50 milhões de reais.

De acordo com a determinação do governo expedida na última quinta-feira (22), o abatimento nas contas telefônicas pode variar entre 10 e 11%. As principais operadoras telefônicas do país, Vivo, TIM, Claro  e Oi afirmaram em nota à imprensa que vão repassar o corte do ICMS para a população brasileira até o final de novembro.

Fonte/ editalconcursobrasil.com

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS