26 setembro 2022 9:23
26 setembro 2022 9:23

Por manter a esposa em cárcere privado Leandro Lehart, cantor do Art Popular é preso

O artista foi condenado por 10 anos pelas acusações; Leandro ainda não se manifestou sobre o caso em público

Por Pais e Filhos

- Publicidade -

O cantor Leandro Lehart do grupo musical Art Popular, de 50 anos, foi indiciado a aproximadamente 10 anos de prisão por estupro e manutenção de cárcere privado contra a própria esposa. As informações foram dadas através do programa televisivo ‘Balanço Geral’, este da TV Record.

Além do tempo estabelecido em sua condenação, Leandro há de pagar uma multa em sua sentença, a qual saiu na última terça-feira, 13. Ainda segundo dados jornalísticos, a defesa de Lehart tem até sete dias para entrar com o recurso; caso contrário, este será encaminhado até o cárcere logo depois do prazo estabelecido.

Anteriormente, o artista chegou a registrar um boletim de ocorrência que incluía dados afirmando que outra jovem havia tentado extorquir seu dinheiro, entretanto, a polícia ainda não tomou início às investigações para a apuração do caso.

“É uma condenação que veio do poder judiciário e nós tivemos acesso ao Tribunal de Justiça, pelo Diário Oficial dessa condenação dele. Apesar do processo estar correndo em segredo de Justiça. Saiu e qualquer um pode ter acesso a essa parte dispositiva que nós chamamos da sentença condenatória. Então, teve uma condenação, o Ministério Público ofereceu uma denúncia contra o Paulo [Leandro Lehart] de estupro e cárcere privado. Foram ouvidas testemunhas de acusação e de defesa”, comentou um especialista presente no ‘Balanço Geral’ ao comentar sobre a sentença do grande nome do pagode.

Ainda em relato, prosseguiu: “O interrogatório dele foi realizado agora no dia 1º de setembro perante uma das Varas Criminais do Fórum da Barra Funda. Agora, no dia 13 de setembro, o juiz da Décima Sétima da Vara Criminal proferiu essa sentença condenatória, ou seja, acolheu a denúncia do Ministério Público que o condenou por estupro e cárcere privado a pena de 9 anos e 7 meses de reclusão”, finalizou.

Até o fechamento desta nota, o compositor e produtor ainda não se pronunciou publicamente sobre as acusações.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS