2 dezembro 2022 2:22
2 dezembro 2022 2:22

Polícia Civil começa as investigações sobre corpo encontrado em cova rasa

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O delegado Carlos Azevedo Bayma, da Delegacia de Polícia Civil em Senador Guiomard, iniciou, na manhã desta segunda-feira (26), a tomada de depoimentos de possíveis testemunhas no início das investigações da morte de Antônio Sérgio Brasil, cujo corpo foi encontrado enterrado numa cova rasa e esquartejado. O encontro macabro deu-se no último final de semana, num terreno ermo do bairro Democracia, zona periférica de Senador Guiomard, município do interior e distante apenas 24 quilômetros da capital Rio Branco.

De acordo com o delegado Carlos Bayma, as características do crime apontam para um assassinato por execução e seria fruto da guerra entre facções criminosas no município. As primeiras investigações em relação aos restos mortais que, antes de enterrarem o corpo numa cova rasa de apenas 70 centímetros de profundidade, os assassinos tentaram carbonizar o corpo. Como não conseguiram atear fogo nos restos mortais, os assassinos decidiram esquartejá-lo em quatro partes, também seccionando a cabeça do restante do corpo, e colocaram os pedaços junto com um colchão, que enterraram na cova rasa.

A Polícia chegou ao corpo a partir de informações anônimas à Delegacia. O bairro Democracia está se tornando um dos mais violentos da cidade e, nesta segunda-feira, houve o registro de mais uma tentativa de homicídio no local, no sábado. A vítima foi Arivaldo Lourenço Gomes, alvejado a tiros por um homem que ocupava a garupa de uma moto, método de execução utilizado por membros de facções criminosas. Lourenço está hospitalizado no Pronto-Socorro do Hospital de Base de Rio Branco (Huerb).

Contilnet

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS