22 setembro 2022 2:17
22 setembro 2022 2:17

No Acre, rebanho bovino cresce 6,4% e supera as 4 milhões de cabeças, de acordo com dados do IBGE

Estado mantém a tendência de crescimento pelo terceiro ano seguido, já que, em 2020, o rebanho bovino chegou a 3,8 milhões e 3,5 milhões, em 2019.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O rebanho bovino do Acre cresceu 6,4%, em 2021, se comparado com o ano anterior, 2020, e superou as 4,047 milhões de cabeças. É o que apontam dados da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quinta-feira (22).

Com estes números, o estado mantém a tendência de crescimento pelo terceiro ano seguido, já que, em 2020, o rebanho bovino chegou a 3,8 milhões e 3,5 milhões, em 2019.

O crescimento no Acre não é diferente do cenário nacional que teve em recorde alcançando 224,6 milhões de cabeças. Sendo assim, o crescimento do estado ficou acima da média nacional, que foi de 3,1%.

As cidades acreanas que registraram o maior número de rebanho bovino foram Rio Branco, com 532,7 mil cabeças, logo depois vem Sena Madureira, com 385,4 mil e, em terceiro lugar, aparece Senador Guiomard, com 361,8 mil.

O presidente do Instituto de Defesa e Agropecuária do Acre (Idaf), José Francisco Thum, disse que esse aumento já era esperado por causa do trabalho de recuperação de pastagem, incentivo no uso de tecnologias como transferências de embrião, melhoramento genético.

“O que se esperava era justamente isso. Temos um trabalho que está sendo feito pelo governo de incentivar o melhor aproveitamento de pastagem, adoção de novas tecnologias. Tudo isso tem contribuído, a gente acredita”, disse.

Fonte/ A Gazeta do Acre

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS