7 outubro 2022 1:04
7 outubro 2022 1:04

No Acre, pedreiro é morto com facada no tórax enquanto dormia em sofá

Um segundo homem ficou ferido após levar uma facada nas costas. Joaquim de Lima tinha recebido o suspeito e o homem que ficou ferido em sua casa para ingerir bebida alcoólica nesse domingo (18) quando houve o crime.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O pedreiro Joaquim Ponce de Lima, de 56 anos, foi morto com uma facada no tórax na noite desse domingo (18) enquanto dormia no sofá da casa dele, no Seringal Bom Sucesso, região do Alto Rio Envira, zona rural de Feijó, interior do Acre. O suspeito do crime estava na residência da vítima na companhia de um amigo consumindo bebida alcoólica quando houve o crime.

Segundo a polícia, o suspeito feriu o amigo e ainda ameaçou a mulher dele, que estava com um filho do casal de 8 anos. O homem ferido foi levado de barco para o hospital do município na manhã desta segunda-feira (19).

Ainda segundo a polícia, o sobrevivente ficou escondido em um matagal com a mulher e o filho com medo do suspeito, que estaria em busca da família. A polícia soube do crime após um morador da região ligar de um telefone rural para a cidade.

O relato policial diz que Joaquim de Lima recebeu os dois homens em sua casa no domingo para ingerir bebida alcoólica. Sem motivo nenhum, o suspeito teria desferido o golpe no morador quando o outro homem saiu para tomar banho na cacimba.

O criminoso foi até Lima e o esfaqueou, desceu para o área externa da propriedade e feriu o amigo nas costas que estava voltando do banho. Para não morrer, a vítima correu para o matagal.

A mulher do homem ferido teria implorado para não ser morta por causa do filho pequeno. Ela pegou o filho no colo e fugiu para dentro da mata para se esconder com o marido.

A família ficou escondida próximo do rio até às 23h. A partir daí, o casal foi para casa de um parente com o filho e, na manhã desta segunda, seguiram de barco até o hospital para pedir ajudar.

O corpo do pedreiro foi levado também de barco para a cidade. O delegado do município, Railson Ferreira, disse que vai começar a ouvir as testemunhas e vítimas nesta terça-feira (20) e saber detalhes do que aconteceu.

G1 Acre

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS