22 setembro 2022 3:52
22 setembro 2022 3:52

Não resistiu: Morre no PS homem condenado pelo “tribunal do crime”

Após a ação, os criminosos fugiram, deixando a vítima agonizando no chão

Por Angélica Florêncio/Ecos da Notícia

- Publicidade -

Morreu no Pronto Socorro de Rio Branco neste domingo (04), Luiz Cláudio Andrade Santos, de 40 anos, vulgo “Gaúcho”. O mesmo teria sido vítima de disparos de arma de fogo durante a madrugada, onde foi atingido por vários tiros, efetuados por membros de uma organização criminosa. Toda ação ocorreu na rua Laranja, no bairro Mocinha Magalhães.

Relembre o caso:

Luiz Cláudio Andrade Santos, 42 anos, teria sido advertido por membros de uma facção criminosa, que proibiu a circulação dele nas ruas do bairro, onde residiu por muitos anos.

Acontece que Luiz não aceitou a decisão da organização criminosa e desobedeceu a ordem. Por volta das 3h da madrugada, ele decidiu caminhar dentro bairro, saiu em busca de visitar alguns amigos.

Momento que uma dupla em uma motocicleta se aproximou e um deles sacou uma arma de fogo, e disparou várias vezes contra o homem, que não teve tempo de correr e nem se defender. Após a ação, os criminosos fugiram, deixando a vítima agonizando no chão.

Populares que ouviram os disparos, correram pra ver o que tinha acontecido, encontraram Luiz no chão. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi acionado e prestou os atendimentos no local e em seguida levou o homem ao Pronto Socorro de Rio Branco, em estado gravíssimo.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS