2 dezembro 2022 2:35
2 dezembro 2022 2:35

Mundial de Vôlei: Time feminino do Brasil vence a República Tcheca por 3 sets a 1

A Seleção de Zé Roberto Guimarães com vitória sobre a República Tcheca por 3 sets a 1, parciais de 25/20, 25/16, 22/25 e 25/18

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A Seleção Brasileira feminina abriu o Mundial de Vôlei com vitória sobre a República Tcheca por 3 sets a 1, parciais de 25/20, 25/16, 22/25 e 25/18, em Arnhem, na Holanda, neste sábado As comandadas de José Roberto Guimarães mostraram efetividade nos fundamentos e largaram bem na busca pelo inédito título, apesar do susto do terceiro set.

Destaque para Gabi, agora capitã da equipe e em sua terceira participação em Mundiais, que foi a maior pontuadora da Seleção Brasileira, com 24 bolas vencedoras. Kisy veio logo a seguir, contribuindo com outros 16.

O próximo jogo ocorre na segunda-feira e levará a rivalidade sul-americana à quadra, com as brasileiras desafiando a seleção da Argentina, às 13h30 de Brasília. O Grupo D ainda conta com Colômbia, Japão e China.

O primeiro set foi brasileiro com 25 a 20 após erro do ataque checo que deixou a bola na rede. A Seleção explorou bastante as bolas altas da ponta para levar a parcial sem sustos. Começou abrindo 5 a 2 e jamais se viu ameaçada, sempre mantendo a vantagem. Carol Gattaz se destacou com três bloqueios e um ataque.

O Brasil iniciou com 0 a 2 no segundo set, mas rapidamente assumiu o comando do placar ao abrir vantagem de 14 a 8, encaminhando a parcial com ótimos bloqueios e preciso contra-ataque. As tchecas ainda diminuíram para 16 a 12, com Pri Daroid parando no duplo.

A reação das europeias parou por aí. Com bolas pelo meio, bloqueio e um grande repertório verde amarelo, a Seleção subiu para 23 a 14. Com ataque pelo meio de Gabi, o Brasil fechou em 25 a 16. Foi o sétimo ponto de ataque da jogadora na parcial, que explorou o bloqueio checo e a bola foi para fora.

O terceiro set iniciou com bela largada de Pri Daroid. Depois, um bloqueio da camisa 5 para vantagem de 3 a 0. As europeias encostaram com 5 a 4, mas Gabi apareceu em dois ataques para esfriar os ânimos das rivais. Em um erro, o Brasil chegou a 10 a 6 e a saída foi o pedido de tempo.

O técnico tcheco pediu para sua seleção apostar no saque e conseguiu ajustar sua equipe, com variações. A Seleção Brasileira começou a cometer erros bobos e falhar na distribuição e levou virada, para 15 a 14. Zé Roberto parou o jogo para papo exclusivo com a levantadora Macris. Gabi anotou três seguidos, o oitavo no set, para a volta do comando do placar, com 17 a 15.

Quando tudo parecia encaminhado para a vitória, nova virada no set, com 22 a 21 e novo pedido de tempo de Zé Roberto. O treinador pediu calma no passe e para a Seleção virar o ponto. Gabi mandou para fora e o Brasil ainda perdeu o desafio, que não mostrou o desvio no bloqueio. O Brasil caiu no set e acabou derrotado com erro de saque de Pri Daroid.

O quarto set começou mais equilibrado, com trocas de pontos e as brasileiras não escondendo a tensão após a perda da parcial passada. Kisy garantiu o primeiro ace no jogo para o time fazer 6 a 5. Gabi, duas vezes, e Kisy, fizeram a Seleção abrir pela primeira vez, com 9 a 6. O bloqueio voltou a funcionar e Carol garantiu 13 a 7.

Com nova ótima vantagem, bastava trabalhar bem os pontos. Roberta entrou para sacar e colocar 19 a 11 no placar. A seleção tcheca rodava o elenco para tentar um milagre. Diminuíram três pontos e Zé Roberto voltou com a formação titular para evitar problemas. O Brasil teve o primeiro match point com 24 a 17. Perdeu. Fechou com 25 a 18 após saque para fora.

Metrópoles

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS