4 outubro 2022 8:29
4 outubro 2022 8:29

Mulher com medida protetiva é esfaqueada por ex-companheiro

Vítima estava a caminho do trabalho, em Florianópolis, quando foi abordada pelo suspeito. Ela acionou o 'botão de pânico", da Polícia Militar, e o suspeito foi preso em flagrante.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Uma mulher foi esfaqueada pelo ex-companheiro, na manhã desta segunda-feira (19), após entrar em um carro de aplicativo em Florianópolis.

Segundo a Polícia Militar, a vítima estava a caminho do trabalho quando foi abordada pelo suspeito, que entrou no veículo e obrigou o motorista a desviar a rota. A mulher tinha medida protetiva contra o suspeito desde abril, segundo a polícia.

A PM informou que o suspeito foi preso em flagrante na Avenida do Antão, no Morro da Cruz, após a vítima acionar o “botão de pânico” do aplicativo da Rede Catarina, programa da PM para prevenção da violência doméstica.

Tenente-coronel Dhiogo Cidral, comandante do 4º Batalhão da PMSC, disse que o homem rendeu também o condutor.

Mandou o motorista seguir para um caminho longe do trabalho dela, no Morro da Cruz. Ele queria fazer alguma mazela contra ela“, informou. 

Em certo momento, já no Morro da Cruz, a mulher conseguiu descer do carro e correu para acionar a polícia. Nesse momento, o ex-companheiro correu até ela e efetuou as facadas. A mulher foi atingida pelo menos duas vezes.

Conforme a PM, a vítima foi encaminhada ao Hospital Governador Celso Ramos, na Capital, para atendimento médico. O estado de saúde dela não foi divulgado.

Prisão

Uma testemunha, que estava trabalhando em uma obra nas proximidades, disse à PM que escutou a mulher pedindo ajuda e, em seguida, viu o suspeito correndo em direção ao Parque Natural Municipal do Morro da Cruz.

Com as informações, o homem foi capturado próximo ao local do crime. A faca utilizada foi apreendida.

O ex-companheiro alegou à Polícia Militar que estava tentando reatar o relacionamento.

Aplicativo da polícia

O recurso serve para que a vítima de violência doméstica, caso não consiga ligar e também não queira ser exposta durante o fato, acione a Central Regional de Emergências (CRE) via aplicativo de celular para que a PM desloque até o local da denúncia.

Rede Catarina

O programa acompanha 54 vítimas em Chapecó. Durante as visitas, a guarnição especializada auxilia as mulheres na instalação do aplicativo PMSC Cidadão e também como utilizar a ferramenta. Além disso, os policiais também realizam orientações via aplicativo de mensagem, prestando todo apoio necessário no momento de fragilidade.

Fonte: G1

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS