22 setembro 2022 7:05
22 setembro 2022 7:05

Lula “desafia” Bolsonaro e Guedes a darem merenda escolar aos filhos

Declaração foi dada em discurso sobre a fome no Brasil, durante comício em Montes Claros (MG), nesta quinta-feira (15/9)

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O candidato à Presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou nesta quinta-feira (15/9), em comício em Montes Claros (MG), a qualidade das marmitas de escolas públicas, numa crítica ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição.

“Vocês já perguntaram para os filhos sobre a qualidade das merendas que estão recebendo? Vocês sabiam que fazem cinco anos que não aumentam um centavo para comprar a merenda escolar das crianças nas escolas? Que, em muitas escolas, as crianças estão comendo biscoito porque não têm o que comer?”, questionou o petista.

“Eu queria fazer uma pergunta: por que o ministro da Fazenda ou o presidente da República não levam os filhos deles para ir em uma escola comer a merenda escolar que ele dá para os filhos do povo brasileiro?”, ressaltou.

Cenário da fome

Durante o comício, Lula voltou a apontar que os índices da fome no Brasil vêm piorando desde o início do governo Bolsonaro. De acordo com levantamento da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar, divulgado nessa quarta-feira (14/9), três em cada 10 famílias passam fome no Brasil.

De acordo com o levantamento, com a escalada da fome durante a pandemia, em 2022, 33,1 milhões de pessoas relataram não ter o que comer.

O estudo mostra que, mesmo com a criação de programas como o Auxílio Brasil, 58,2% da população com renda de até meio salário mínimo ainda sofre com insegurança alimentar moderada ou grave.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS