2 outubro 2022 9:52
2 outubro 2022 9:52

Justiça solta homem apontado como um dos líderes do PCC

Sidney Aparecido Piovesan, conhecido como 'El-Sid', é acusado de ter matado um PM e responde por tráfico e organização criminosa

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Sidney Aparecido Piovesan, conhecido como ‘El-Sid’ e apontado pela polícia como um dos líderes da maior facção criminosa do estado de São Paulo, o PCC (Primeiro Comando da Capital), foi solto da penitenciária de São Vicente, no litoral de São Paulo.

O homem estava na penitenciária desde o dia 23 de agosto após ser acusado de ter matado um policial militar em 2014. Ele foi solto três dias após a prisão, de acordo com documentos do Tribunal de Justiça de São Paulo, obtidos pela repórter Fátima Souza, da Record TV.

“Certifico e dou fé que, apesar do mandado de prisão ser encaminhado às fls. 969 à Penitenciária I de São Vicente, no dia 23/08/2022, o acusado foi solto em 26/08/2022, conforme documento retro juntado”, constava no documento do tribunal, obtido no dia 1° de setembro, sem mais explicações.

Sidney havia sido preso pela morte do policial, mas ele também respondia por tráfico de drogas, organização criminosa e outros crimes.

O juíz responsável pelo caso afirmou que os crimes cometidos por ele “são de extrema gravidade” e há, ainda, “indicativos de que Sidney solto seria um perigo para a sociedade”.

Em nota, a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) informou que El-Sid foi liberado em cumprimento a um alvará de soltura. Entretanto, a secretaria não apontou nenhum impedimento para que o alvará fosse cumprido. A secretaria afirmou, ainda, que está apurando o caso.

Fonte: R7

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS