29 setembro 2022 6:40
29 setembro 2022 6:40

Homem atingido por teto do Hospital João Câncio não resiste os ferimentos e morre no PS

Izailton Gadelha estava internado para tratamento da coluna, quando a tragédia aconteceu.

Por Angélica Florêncio/Ecos da Notícia

- Publicidade -

O paciente Izailton Gadelha de 31 anos, não resistiu os ferimentos causados pela queda do teto do Hospital João Câncio, ocorrido na sexta-feira (02). A família do rapaz confirmou a morte de Izailton.

O paciente estava internado em um dos leitos da unidade de saúde, se tratando de um problema de coluna, quando parte de forro desabou, atingindo o rapaz que estava deitado. Gadelha ainda foi socorrido e transferido para o Pronto Socorro de Rio Branco, onde morreu no sábado.

Segundo informações, Izailton era portador de necessidades especiais e não teve a chance de sair do local no momento do acidente.

De acordo com familiares, o homem era solteiro e morava com os irmãos no bairro São Felipe, em Sena Madureira. A família tomará providências sobre o acidente que ocorreu dentro do hospital.

O local do velório, é na residência da família, no bairro São Felipe, e o sepultamento será no Cemitério Municipal São João Batista.

Governo emite nota de falecimento e diz que desabamento de forro do hospital de Sena será investigado.

NOTA DE FALECIMENTO

É com pesar que a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) comunica o falecimento do paciente Izailton Gadelha da Silva, de 33 anos, ocorrido na tarde deste sábado, 3 de setembro, em decorrência de uma parada cardiorrespiratória enquanto recebia tratamento no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Pronto-Socorro de Rio Branco.

O paciente tinha um histórico de tetraplegia e vinha recebendo atendimentos no Hospital João Câncio Fernandes, em Sena Madureira, quando aconteceu o incidente envolvendo o desabamento do forro de uma das alas da enfermaria daquela unidade, na tarde da última sexta-feira, 2.

O Departamento de Assistência Social do Estado e do município estão oferecendo toda assistência necessária à família, desde os procedimentos fúnebres ao translado do paciente a sua cidade natal. Lamentamos profundamente o ocorrido e nos solidarizamos com familiares e amigos, ao mesmo tempo em que rogamos a Deus pelo conforto necessário.

Paula Augusta Maia de Farias Mariano
Secretária de Estado de Saúde

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS