15 setembro 2022 6:22
15 setembro 2022 6:22

Família precisa de R$ 100 mil para fazer transplante de medula em criança com anemia

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A vida de Wallisson Oliveira de apenas 11 anos de idade não tem sido fácil. Ele nasceu com anemia falciforme, uma doença grave, hereditária, caracterizada por uma deformação nos glóbulos vermelhos e que causa muitas dores nos ossos e nas articulações.

Como no caso de Wallisson esperança é conseguir fazer um Transplante Haploidêntico que tem possibilidade de usar qualquer parente que seja 50% compatível. Mas, para isso, a família precisa da quantia de 100 mil reais, pois o procedimento não é disponibilizado pelo Tratamento Fora de Domicílio.

O quadro já evoluiu e além das dores, ele apresenta problemas no coração, alteração nos vasos de cérebro, o que pode causar um acidente vascular cerebral (AVC) a qualquer momento e uma necrose no fêmur.

A mãe de Wallisson, a dona de casa Sandra Oliveira explica que é uma corrida contra o tempo. “O coração dele já cresceu dois centímetros e está com essa necrose no fêmur, já está mancando e o médico disse que ele vai sentir dor pelo resto da vida”, conta.

Ela ou o pai são compatíveis para fazer o transplante, mas a família não possui condições financeiras de custeá-lo e além disso o procedimento deverá ser feito fora do estado. Sandra também teve que deixar o emprego para se dedicar ao tratamento do filho. Por isso, família e amigos estão engajados em uma campanha para arrecadar a quantia necessária para ajudar Wallisson.

As doações podem ser feitas por meio da chave pix 68 99220-0510, em nome de Sandra Carneiro de Oliveira.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS