7 outubro 2022 2:08
7 outubro 2022 2:08

Empresário de Porto Velho é o dono dos 77kg de ouro apreendidos pela PM

A Policia Federal investiga se há, no caso, prática dos crimes de usurpação de bens da União e receptação dolosa.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O empresário rondoniense Dirceu Santos Frederico Sobrinho, presidente da Associação Nacional do Ouro (Anoro), foi preso no domingo (18), durante uma blitz de rotina, em Moema, na Zona Sul da cidade de São Paulo. A prisão foi feita pela Polícia Militar a partir de mandado de prisão expedido pelo Tribunal Regional da Justiça Federal em Porto Velho (RO) porque o empresário rondoniense teria envolvimento com a apreensão de 77 quilos de ouro em Sorocaba (SP).

A ordem de prisão temporária de cinco dias partiu da Justiça Federal em Rondônia, num processo sigiloso que apura a extração ilegal de ouro em terras indígenas na Amazônia. Em maio deste ano, a Polícia Federal apreendeu, no interior paulista, um carregamento de 77 kg de ouro, avaliado em R$ 23 milhões, que, segundo Sobrinho, pertencia a uma de suas empresas, a FD Gold, uma distribuidora de valores com sede na Avenida Paulista.

O empresário negou que a mercadoria tenha sido extraída ilegalmente de garimpos clandestinos nas regiões Norte e Centro-Oeste do país. O ouro estava sob proteção de quatro policiais militares, um deles da reserva, que também trabalhavam na segurança do governador paulista, Rodrigo Garcia. Todos foram afastados.

A Policia Federal investiga se há, no caso, prática dos crimes de usurpação de bens da União e receptação dolosa. Segundo documentos apreendidos, a carga de ouro saiu do Mato Grosso e Pará.

Fonte: Contilnet

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS