7 outubro 2022 11:32
7 outubro 2022 11:32

Durante entrevista, Marcio Bittar diz que não se conforma que acreanos sejam pobres “em meio a tanta riqueza”

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O senador licenciado e candidato ao governo do Acre pelo União Brasil, Marcio Bittar, participou nesta segunda-feira (5) de uma entrevista no programa Patrulha da Cidade, na Rede TV! Ao apresentador Edvaldo Souza, Bittar afirmou não aceitar que em um Estado tão rico como o Acre, a maioria da população viva situação de pobreza ou extrema pobreza.

“Não me conformo com essa realidade. Vivemos em um Estado rico, mas cuja população é, em sua maioria, muito pobre”, disse ele.
Para o candidato do União Brasil, a única saída para desenvolver o Acre e gerar riquezas é reverter, em Brasília, a legislação draconiana que travou a exploração dos recursos naturais na Amazônia.

“Em nenhum país do mundo se vê o que se passa aqui [nos Estados da Amazônia], com o governo obrigando o produtor a preservar oitenta por cento de sua área rural, sem qualquer benefício como contrapartida, e ainda o coagindo a vigiar essa área, sob pena de ser multado”, afirmou Bittar.

Ele também criticou a atual ‘composição ideológica’ do Senado, que em sua maioria é formada por políticos de esquerda, capazes de frear pautas importantes, entre as quais o endurecimento das penas contra os criminosos.

“Nosso primeiro compromisso é reeleger o presidente Bolsonaro. Em segundo lugar vem a missão de dar a ele tranquilidade para governar, o que não é possível com o atual quadro de senadores”, concluiu Marcio Bittar.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS