7 outubro 2022 1:35
7 outubro 2022 1:35

Criança de 2 anos é resgatada por vizinhos após briga de casal que termina com casa incendiada

Casal estava na residência há quatro dias, porém vizinhos presenciaram outras brigas neste curto período; mulher seria a responsável pelo fogo

Por Ricmais

- Publicidade -

Uma casa foi destruída por um incêndio na madrugada desta sexta-feira (16), no bairro Rebouças, em Curitiba. A motivação do crime foi uma briga de casal e uma criança, de apenas dois anos, foi resgatada por vizinhos, antes de ser encaminhada pelo Conselho Tutelar. Segundo testemunhas, a família morava no local há quatro dias, porém, as discussões eram frequentes.

Nesta madrugada, os moradores de outras casas, que ficam no mesmo terreno, foram surpreendidos com um incêndio. Uma testemunha contou que foi a mulher a responsável por atear o fogo e antes disso, os envolvidos teriam trocado golpes de faca. “A pessoa estava transtornada, se esfaquearam e meteram fogo”, contou um morador.

No meio de toda a confusão estava uma criança, de 2 anos. A menina, que é filha somente do homem, presenciou toda a discussão e foi resgatada por vizinhos, até a chegada do Conselho Tutelar.

“Ele (homem envolvido na briga) falou para nós pegar a menina porque ela estava ficando louca, quebrando tudo. Ele disse que ela estava se cortando, estava cheia de sangue. Quando nós vimos o fogo saímos para fora e vimos o botijão explodir”, contou outra moradora.

Homem confuso

Bastante assustados com a ocorrência dos novos vizinhos, os moradores da rua Almirante Gonçalves acionaram as autoridades. Entretanto, a primeira equipe a chegar no local foi a Guarda Municipal, que encontrou o homem envolvido no incêndio em um posto de combustíveis.

“História bastante estranha. A informação apurada é que esta viatura encontrou o cidadão com ferimento no rosto, provavelmente por faca ou vidro. E ao conversar com ele, foi revelado que ele tinha sido vítima de roubo”, declarou o agente Luciano.

Porém, a guarda continuou o patrulhamento e encontrou a residência destruída pelas chamas. Ao abordar os envolvidos, foi descoberto que o homem do posto de combustíveis era morador do local. “Este cidadão que estava no posto de gasolina ferido, se tratava do marido deste casal e ele era a pessoa envolvida na briga”, completou Luciano.

O homem foi encaminhado ao hospital, sem risco de morte. Já a filha dele ficou sob cuidados de vizinhos até a chegada do Conselho Tutelar. O fogo destruiu uma parte da casa de madeira, roupas e móveis da família.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS