4 dezembro 2022 5:19
4 dezembro 2022 5:19

Candidato ao governo David Hall diz que vai à Justiça de novo se for impedido de participar do último debate

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Na próxima quinta-feira (29), a TV Gazeta, afiliada da Rede Record no Acre, promove o último debate entre os candidatos ao Governo do Acre antes do primeiro turno das eleições gerais de 2022, que acontece no próximo domingo, 2 de outubro.

A terça-feira (27) foi marcada pela repercussão negativa do debate da Rede Amazônica, encerrado bruscamente pela Justiça acreana por descumprimento de uma decisão judicial emitida minutos antes do início do debate pela desembargadora Denise Bomfim, que garantia a participação do David Hall (Agir). Segundo as regras da emissora, o candidato havia ficado de fora por critério de falta de representatividade mínima no Congresso Nacional, como garante a Constituição Federal.

Com o descumprimento, a desembargadora emitiu uma nova ordem para suspensão do debate até que a participação de Hall fosse garantida. A emissora preferiu encerrar a programação.

A TV Gazeta usou o mesmo critério de representatividade da concorrente, assim como a TV Cultura, que promoveu o primeiro debate no último dia 18, excluindo a participação do candidato David Hall. A reportagem entrou em contato com a afiliada da Record para saber se com a repercussão do último debate, repensou a participação de candidato do Agir.

O diretor de jornalismo da emissora disse que a decisão está mantida e que fez um acordo com Hall. “Nós fizemos um acordo com o David para que ele participasse do Gazeta Entrevista hoje, antes mesmo do que ocorreu ontem já havia sido acertado com ele e o nosso debate segue normalmente”, informou Rotta.

David Hall afirmou que não há nenhum acordo. “O que me informaram foi que eu não participaria do debate e me convidaram para o Gazeta Entrevista, mas isso não foi uma moeda de troca e nem eu aceitei como condição para não participar do debate”, disse o candidato à reportagem.

Hall, que participou do Gazeta Entrevista no início da tarde desta quarta-feira (28), disse  que pretende entregar à emissora um documento com a assinatura dos demais candidatos ao Governo pedindo sua participação no debate, mas se não for aceito e sua presença não for confirmada, vai à Justiça mais uma vez em busca do seu direito. “Certamente faremos isso, sim. Se não vão nos incluir por bem, farão isso por força da Justiça”, asseverou.

Contilnet

 

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS