29 setembro 2022 5:40
29 setembro 2022 5:40

Candidata ao Senado, Nazaré Araújo (PT) quer reconstruir o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)

Nazaré lembrou da sua visita, no sábado passado, à Floresta Estadual do Antimary

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A candidata ao Senado, Nazaré Araújo (PT) quer reconstruir o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Durante reunião com os trabalhadores e trabalhadoras rurais de diversas regiões do estado, no sábado, 17, ela reafirmou o compromisso de lutar pela valorização dos homens e mulheres do campo.

Nazaré destacou o estudo recente realizado pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar (Penssan), que apontou que 69% das famílias acreanas estão com algum grau de insegurança alimentar ou expostas à fome.

“Eles acabaram com o programa como o PAA, que colocava dinheiro antecipado para dentro da agricultura familiar, que melhorava a qualidade da merenda. Eu estive com o Movimento das Mulheres Camponesas fazendo os cursos da agroecologia, fazendo a valoração dessa mulher, fazendo irrigação dentro dos polos para que ninguém tivesse que descer nos oito metros em um poço para pegar água. Hoje, com o descaso, a fome voltou a assombrar”, relembrou.

Segundo relatos, os governos estadual e federal abandonaram os incentivos à produção rural. Jairo Petrolina, representante da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), confirmou o desamparo que enfrentam atualmente.

“Sou de uma região que já foi a maior produtora de leite do Estado, no tempo dos governos do Jorge, do Binho [Marques] e do Tião [Viana]. Hoje, estamos carentes de um bom governador e por isso, firmamos aqui, em nome das Centrais, uma parceria para dizer que vamos juntos com você, Jorge, à vitória. É Jorge Viana aqui, Lula lá, Nazaré no Senado e nossos parlamentares na Assembleia e na Câmara Federal. O Acre vai voltar a crescer”, declarou o representante.

Também presente no local, o Movimento de Mulheres Camponesas declarou apoio às candidaturas majoritárias da Federação Brasil da Esperança. Para a presidente do Conselho Estadual dos Direitos das Mulheres (Cedim), Geovana Nascimento, está na hora de colocar no poder representantes que atendam aos principais anseios dos trabalhadores e trabalhadoras do campo. “Nesses quatro anos aconteceu um verdadeiro massacre às políticas públicas para mulheres. Foi um retrocesso na produção, saúde, educação e com aumento na violência”.

Ainda durante o evento, Nazaré Araújo e também os demais candidatos presentes receberam um documento do Grito da Terra Acre 2022 com propostas do Movimento de Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais e Extrativistas do Acre.

Nazaré lembrou da sua visita, no sábado passado, à Floresta Estadual do Antimary. No local, os extrativistas denunciaram o abandono aos incentivos de manejo florestal que dava a oportunidade da sobrevivência a centenas de famílias.

“Talvez, uma das maiores tristezas que eu tenho na minha vida seja o abandono ao projeto Mulher Cidadã nesse atual governo. Era tão importante que o tornamos lei. Levamos o projeto, do qual eu era coordenadora, aos locais mais distantes com atendimento em saúde, capacitação profissional, com rodas de conversa sobre violência doméstica, com a emissão de documentação e muitos outros serviços. Deixamos tudo construído, restando às próximas gestões apenas o trabalho de executar. Mas, eles abandonaram tudo. A lei está lá, mas não existe um dinheiro de orçamento”, lamentou.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS