22 setembro 2022 5:32
22 setembro 2022 5:32

CAGED aponta que Gladson gerou mais empregos que Binho e Tião Viana juntos

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho e Emprego e eles revelam que nos últimos três anos e sete meses do governo Gladson Cameli foram criados mais empregos do que nos três mandatos anteriores juntos (veja o gráfico).

Entre 2007 e 2011, na gestão Binho Marques, foram criados 3.724 empregos com carteira assinada. Apesar de um mês negativo o saldo foi positivo. Já nos oito anos da gestão de Sebastião Viana (irmão do candidato Jorge Viana), apenas em um mês houve mais contratações do que demissões.

Entre 2012 e 2018 foram destruídos 9.264 empregos. Esse foi o total de pessoas que perderam o trabalho em todo o estado. Foram trabalhadores que deixaram de ter todos os direitos que a carteira assinada oferece.

Esse período elevou a taxa de desemprego no Acre a patamares inéditos, levando em conta o período histórico do levantamento do CAGED.

GLADSON CAMPEÃO DO EMPREGO

Em 2019 ainda houve uma geração negativa de empregos formais, mas já indicando uma reversão. Foram 644 demissões a mais que contratações. Porém a partir de 2020 (em plena pandemia) a geração de empregos com carteira assinada começou a bater recordes históricos.

De janeiro de 2020 até julho deste ano (31 meses) o Acre gerou 15.747 empregos formais – com carteira de trabalho assinada – reduzindo os índices de desemprego e gerando expectativa positiva.

CONSTRUÇÃO CIVIL EM ALTA

Ao contrário do que falam alguns candidatos ao Governo do Acre a construção civil, ao lado do comércio, juntos, foram os que mais geraram empregos no estado. Nestes 31 meses foram 2.947 mil empregos gerados na Construção Civil e outros 3.993 no comércio local, totalizando quase sete mil empregos, nestes dois setores.

Detalhes dos dados podem ser conseguidos nos links abaixo:

https://bi.mte.gov.br/bgcaged/caged_perfil_municipio/index.php

https://app.powerbi.com/view?r=eyJrIjoiNWI5NWI0ODEtYmZiYy00Mjg3LTkzNWUtY2UyYjIwMDE1YWI2IiwidCI6IjNlYzkyOTY5LTVhNTEtNGYxOC04YWM5LWVmOThmYmFmYTk3OCJ9&pageName=ReportSectionb52b07ec3b5f3ac6c749

*esta matéria não trata-se de publicidade institucional. Os dados foram divulgados pelo Caged e MTE, citados na matéria.

Ascom

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS