2 dezembro 2022 1:31
2 dezembro 2022 1:31

Caçambeiro é roubado, amarrado, espancado, e abandonado em casa na zona rural no Quixadá

Todos os caçambeiros se reuniram e acionaram a Polícia Militar.

Por Angélica Florêncio da Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Um motorista de caçamba, que faz trabalhos de entrega de materiais de construção, foi sequestrado na noite desta segunda-feira, 26, por homens fortemente armados. O homem teria sido contratado por uma mulher, para fazer o transporte de uma quantidade de barro até a região do Quixadá.

Acontece que ao chegar no local, o motorista foi rendido por dois criminosos, que estavam em um carro preto e em uma motocicleta. Logo em seguida, o terceiro bandido chegou na ação, esse seria o responsável em levar a caçamba possivelmente até as quatro bocas, onde seguiria até a BR-364, com destino a Porto Velho ou até mesmo o país vizinho (Bolívia).

Durante o sequestro, o motorista recebeu um telefonema de um amigo, que viu o momento que ele saiu para fazer o frete. Ao atender o celular, o colega de trabalho percebeu que algo não estava normal, o amigo estava com a voz “estranha” e não dava detalhes de onde estava e nem o que estava fazendo.

Desconfiando, o colega acionou os amigos caçambeiros, e ficaram em alerta total, buscando pistas e se comunicando através de um grupo de WhatsApp. Todos em busca de informações sobre o paradeiro do amigo. Ninguém sabia o que estava acontecendo e nem onde o colega estava.

Enquanto os amigos se uniam para descobrir o paradeiro do colega, o motorista estava sendo levado pelos criminosos para o Quixadá, onde foi amarrado, espancado, levou várias “sandalhadas” no rosto e ainda foi chamado de vagabundo pelos bandidos. Após toda a sessão de violência, a vítima foi levada para uma casa abandonada, onde ele ficou até o veículo ser retirado do local. Os dois criminosos deixaram a vítima amarrada e em seguida fugiram.

Todos os caçambeiros se reuniram e acionaram a Polícia Militar. Enquanto a polícia não chegava, os amigos do motorista sequestrado, foram para a Avenida Amadeo Barbosa, onde colocaram outra caçamba atravessada na pista, para interceptar o veículo roubado e o bandido.

Assaltante que estava na direção da caçamba no momento da prisão. Foto: Ecos da Notícia

Depois de algum tempo, o criminoso foi interceptado pelos caçambeiros e ficou detido aguardando a chegada da guarnição da Polícia Militar. Populares e curiosos, começaram a perguntar o que tinha acontecido, e ao saber do ocorrido, ficaram revoltados e tentaram agredir o criminoso.

Policiais Militares do 2° Batalhão chegaram no local e deram voz de prisão ao assaltante, que em seguida foi encaminhado para a DEFLA (Delegacia de Flagrantes). O criminoso afirmou ao delegado, que ganharia 2 mil reais pelo “serviço” criminoso. Os outros dois comparsas que também participaram do roubo e sequestro estão foragidos.

Segundo o irmão da vítima, o frete não era para ele, mas como o amigo estava com o caminhão quebrado, ele foi no lugar do colega. No intervalo até chegar no local que faria a descarga do barro, uma mulher (suposta cliente), falava com ele no celular. A mulher ia informando as coordenadas do endereço, e lhe informou que não estaria no local, porque o pneu da moto teria furado, porém, teria pessoas que estavam aguardando a chegada dele, para ajudar no recebimento da carga.

O motorista conseguiu tirar as amarras e fugiu do local que foi deixado pelos criminosos. Ele se encaminhou até a Delegacia de Flagrantes, onde fez um boletim de ocorrência e foi ouvido pelo delegado plantonista.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS