21 setembro 2022 8:37
21 setembro 2022 8:37

Banco vai indenizar caixa que era chamada de ‘cavalo manco’ por gerente

De acordo com trabalhadora, ela recebia tratamento hostil, humilhante e vexatório do homem

Por O Tempo

- Publicidade -

Uma ex-empregada de um banco em Varginha, no Sul de Minas, será indenizada em R$ 15 mil após ter sofrido assédio por parte do gerente de um banco onde ela trabalhava como caixa. A mulher era chamada de incompetente, burra e “cavalo manco”. A decisão foi divulgada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) nesta quarta-feira (21).

De acordo com informações do órgão, a mulher afirmou que recebia tratamento hostil, humilhante e vexatório durante o expediente. Uma testemunha confirmou a versão da trabalhadora e contou que o gerente tratava mal a vítima, inclusive por conta de uma deficiência física. O homem ainda dizia que a mulher não tinha competência para atuar no local.

Segundo o desembargador e relator do caso, José Murilo de Morais, ficou provado o tratamento abusivo. “Nesse passo, estando presentes os requisitos da responsabilização civil, relativos à conduta culposa, ao dano e nexo de causalidade, afigura-se devida reparação pelos danos causados”, disse.

O processo foi enviado para o Tribunal Superior do Trabalho (TST) para a análise do recurso de revista.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS