29 setembro 2022 7:23
29 setembro 2022 7:23

Athletico busca empate, elimina Palmeiras e está na final da Libertadores

Verdão abre vantagem com Scarpa e Gustavo Gómez, mas Furacão empata com gols de Pablo e Terans

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O Palmeiras bem que tentou, mas o Athletico Paranaense garantiu a classificação para a decisão da Libertadores. O Verdão até saiu na frente com 2 x 0, mas o Furacão buscou o empate e ficou com a vaga em partida disputada na noite desta terça-feira (6/9) no Allianz Parque.

Logo com dois minutos de partida, Zé Rafael fez boa jogada e cruzou rasteiro, a zaga do Athletico afastou mal e Gustavo Scarpa aproveitou para deixar tudo igual no placar agregado. A partida continuou disputada com os donos da casa muito próximos do segundo gol, mas sem alterar o placar. No fim da primeira etapa, Murilo foi expulso após entrava violenta em Vitor Roque.

Com pouco mais de 9 minutos da segunda etapa, Marcos Rocha cobrou lateral e Gustavo Gómez colocou o Verdão em vantagem, no placar, 2 x 0. Pablo descontou após ótima troca de passes do Furacão. Na reta final, Terans acertou belo chute e empatou.

Resumo da partida

Demorou pouco mais de dois minutos para que a vantagem do Athletico-PR fosse pulverizada. Logo no primeiro lance de ataque, Zé Rafael cruzou rasteiro, Pedro Henrique tirou mal e a bola caiu no pé de Gustavo Scarpa, que bateu cruzado e abriu o placar para o Palmeiras.

E o Verdão não dava sinais para diminuir o ritmo. O time paulista continuou cercando a área do Furacão, mas não conseguia concluir na direção do gol. Já o Athletico tinha dificuldades em sair jogando, enquanto o Verdão seguia no campo de ataque.

Das vezes que conseguia avançar, a equipe paranaense acabava parando na defesa palmeirense, que bloqueava as principais ações. Do outro lado, o Palmeiras tentava avançar para ampliar a vantagem, mas parava na defesa do Furacão que passou a sofrer menos com ações do adversário. Mesmo assim, até o intervalo a equipe alviverde levava riscos para a meta de Bento.

Quando o fim da primeira etapa se aproximava, Murilo deu uma entrada com a sola na coxa de Vítor Roque e acabou expulso, deixando o Verdão com um a menos.

Apesar da desvantagem numérica, foi o Palmeiras quem começou o segundo tempo tomando a inciativa de partir para o ataque. O Verdão alugou o campo de ataque e a pressão surtiu efeito. Com nove minutos no relógio, Marcos Rocha cobrou lateral na cabeça de Gustavo Gómez que resvalou na bola e encobriu o goleiro, fazendo 2 x 0.

A equipe palmeirense foi para cima e continuou buscando o resultando, enquanto Furacão tentava se recuperar do baque. E conseguiu buscar fôlego. Com 18 jogados, Thiago Heleno achou um lançamento para Vitinho, que escorou e Pablo descontou, 2 x 1.

A partida parecia caminhar para o empate e a disputa de pênaltis, até que Pablo ajeitou a bola para Terans, que chutou de longe e deixou tudo igual na contagem, garantindo a classificação do Furacão para a decisão da Libertadores.

Metrópoles

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS