4 dezembro 2022 5:03
4 dezembro 2022 5:03

Após o divórcio, mulher é obrigada a entregar álbum com nudes ao ex-marido

Eles negociaram todo o restante de seus bens e essa foi a única disputa.

Por O Tempo

- Publicidade -

Uma mulher de Utah, nos Estados Unidos, foi obrigada pela justiça a entregar um álbum com fotos dela nua ao ex-marido em meio ao processo de divórcio do casal após 25 anos de casamento. Eles negociaram todo o restante de seus bens e essa foi a única disputa.

“Essa pessoa deve fazer o que for preciso para modificar as páginas das fotos para que quaisquer fotos de Lindsay Marsh em lingerie ou esse tipo de coisa ou mesmo sem roupas sejam obscurecidas e retiradas. Mas as palavras serão mantidas por causa da memória que proporcionam”, determinou o juiz Michael Edwards.

Lindsay Marsh disse à KSL News que ficou chocada quando viu na lista que o ex-marido queria como parte do divórcio um álbum com fotos dela nua que havia feito e dado a ele como presente.

“Você não sabe para onde ir porque não conhece a lei. E você não tem apenas seu ex-marido com quem você foi casada por anos pensando que forçá-la a distribuir basicamente pornografia está tudo bem. Você tem o advogado dele que também.”

Lindsay contou que a fotógrafa original se recusou a editar as imagens, preocupada com a ética e as repercussões legais para seus negócios. Mas o juiz do caso ordenou que ela entregasse as fotos para outro fotógrafo fazer a edição. Ela também foi condenada a guardar as imagens originais por 90 dias antes de destruí-las, caso seu ex-marido não ficasse satisfeito com as edições.

Ela falou que pelas discussões entre os advogados seu marido não está feliz com as fotos editadas. Para Lindsay, a insistência dele em ter as imagens de qualquer forma é uma tentativa de controlá-la e machucá-la.

“Se tudo o que ele estava realmente interessado eram as inscrições, ele conseguiu isso. Eu cumpri com a ordem do tribunal, embora eu acredite fortemente que a ordem está violando em muitos níveis e afetou minha saúde emocional e mental”, disse. “Não consigo me imaginar fazendo isso com outra pessoa”. (Folhapress)

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS