6 agosto 2022 10:02
6 agosto 2022 10:02

Veja os patrimônios já declarados pelos presidenciáveis ao TSE

Ao pedirem registro de candidaturas, políticos precisam declarar seu patrimônio para a Justiça Eleitoral

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Os candidatos apontados pelas convenções partidárias têm até o próximo dia 15 de agosto para formalizar o registro no TSE e ter seus nomes e fotos nas urnas nas eleições deste ano. Ao pedir registro, os candidatos e candidatas precisam declarar seu patrimônio à Justiça Eleitoral e essas informações são públicas.

Entre os que já pediram registro ao TSE para concorrer à Presidência da República, o nome do partido Novo, Felipe D’Ávila, declarou o maior patrimônio: R$ 24,6 milhões em bens.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que teve a candidatura a um terceiro mandato registrada neste sábado (6/8), informou que seu patrimônio atual é de R$ 7,4 milhões.

O valor é menor do que o declarado pelo petista em 2018, quando ele se candidatou, mas não concorreu porque foi barrado pela Lei da Ficha Limpa. Na época, Lula declarou R$ 7,9 milhões, que, corrigidos pela inflação no período, corresponderiam a pouco mais de R$ 10 milhões atualmente.

O valor é menor do que o declarado pelo petista em 2018, quando ele se candidatou, mas não concorreu porque foi barrado pela Lei da Ficha Limpa. Na época, Lula declarou R$ 7,9 milhões, que, corrigidos pela inflação no período, corresponderiam a pouco mais de R$ 10 milhões atualmente.

ÚLTIMAS