27 setembro 2022 5:04
27 setembro 2022 5:04

Torcedores invadem campo para agredir árbitro no Equador

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Em uma rodada marcada pelo empate no clássico da capital entre Aucas e Liga de Quito, pela liga equatoriana, um ato de violência chocou e gerou o repúdio de todo o futebol daquele país. Na mesma cidade, torcedores do Deportivo Quito invadiram o campo do Olímpico Atahualpa e atacaram o árbitro.

As imagens do acontecimento rapidamente se tornaram virais nas redes sociais e suscitaram todo o tipo de comentários, numa situação que ocorreu no final do jogo entre Chulla e Espoli, pela Segunda Categoria.

Assim que a partida terminou, em um polêmico empate por 2 a 2, um grupo de torcedores invadiu o campo de jogo pelo setor dos torcedores locais para atacar o árbitro Diego Lara e seus assistentes, que tentaram sair pelo túnel localizado próximo ao escanteio.

Os torcedores ficaram revoltados com o acréscimo dado pelo árbitro, que resultou no gol de empate dos visitantes aos 51 minutos da etapa final. Além disso, a equipe da casa sofreu a expulsão de dois jogadores nos últimos momentos da partida.

Minutos após o escândalo em Atahualpa, o Deportivo Quito decidiu emitir um comunicado em seus canais oficiais para repudiar os acontecimentos que causaram parte dos torcedores da instituição no estádio.

“A Sociedade Deportivo Quito, como instituição, repudia veementemente a atitude de um certo grupo de torcedores mal nomeados que teve uma má atuação no jogo de hoje” , começa a carta emitida por Samantha Yépez Fernández, presidente do time da capital.

Além disso, na carta eles acrescentam: “Nós, como instituição, não toleramos esse tipo de ação que tenha um impacto negativo no clube. Sempre acreditamos que a conduta antidesportiva deve ser vetada e erradicada de todas as instalações esportivas do país e, quando isso acontecer, devem punir os responsáveis ​​que cometem este tipo de ato e, neste caso, não será exceção”.

“Pedimos e apelamos a todos os adeptos para que reflitam, salientando que este tipo de ações representam apenas sanções e resoluções negativas para o nosso clube, as mesmas que, neste momento, são ainda mais difíceis de lidar”, encerra o comunicado apresentado em os canais oficiais do clube de Quito.

Fonte/ Portal Yahoo.com

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS