3 outubro 2022 9:47
3 outubro 2022 9:47

Todos os dias, pai solteiro leva o filhinho de 3 anos para o trabalho para ficarem juntos

Lin Juncheng prefere levar seu filho junto para o trabalho, para que possam passar mais tempo juntos, já que ele trabalha, durante o dia, como pedreiro e, à noite, como entregador. Algumas pessoas precisam trabalhar o dobro para conseguir honrar seus compromissos.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Lin Juncheng prefere levar seu filho junto para o trabalho, para que possam passar mais tempo juntos, já que ele trabalha, durante o dia, como pedreiro e, à noite, como entregador.

Algumas pessoas precisam trabalhar o dobro para conseguir honrar seus compromissos. Não são todas as famílias que têm o privilégio de cumprir uma jornada de trabalho normal, voltar para casa e curtir a presença dos filhos. Infelizmente, para conseguir garantir o básico, algumas necessitam dobrar sua carga horária ou buscar outra ocupação para as horas vagas.

Quando trabalhar durante praticamente o dia todo é uma necessidade, com quem ficam os filhos? A maternidade ou paternidade, quando exercida por apenas uma das partes, revela um mar de dificuldades para os genitores.

Lin Juncheng, um pai solteiro, de 24 anos, que trabalha. Foto: Portal o segredo.

Esse é o caso de Lin Juncheng, um pai solteiro, de 24 anos, que trabalha como pedreiro durante o dia e entregador, à noite.

Como passa o dia inteiro fora de casa, Lin sentia que precisava ficar mais próximo do filho, Lele, de apenas 3 anos.

A solução que encontrou foi levá-lo durante suas entregas noturnas, sentado em sua moto, para que pudessem ficar mais tempo juntos. Pelas ruas de Taiwan, é possível ver pai e filho em longas jornadas de entrega.

Em entrevista ao jornal Dongsen News, Lin explica que seu filho sempre soube como andar em garupa de moto, mesmo sendo bem novo. O único problema é que frequentemente, tomado pelo cansaço do dia, Lele acaba adormecendo, ficando extremamente perigoso continuar as entregas, sob o risco de ele cair do veículo. A solução que o pai encontrou foi carregá-lo na parte da frente da moto, para que esses riscos sejam minimizados.

Fonte/ Portal O Segredo
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS