8 agosto 2022 11:57
8 agosto 2022 11:57

PGR volta a defender arquivamento de investigação contra Bolsonaro

Documento, assinado pela vice-procuradora-geral Lindôra Araújo, afirma que o ministro Alexandre de Moraes violou o sistema acusatório ao determinar novas medidas na apuração

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A Procuradoria-Geral da República voltou a defender nesta segunda-feira (1º) que o Supremo Tribunal Federal arquive o inquérito que apura se o presidente Jair Bolsonaro vazou dados sigilosos de uma investigação da Polícia Federal ainda não finalizada.

No documento, assinado pela vice-procuradora-geral Lindôra Araújo, a PGR afirma que o ministro Alexandre de Moraes violou o sistema acusatório ao determinar novas medidas na apuração.

Lindôra também nega que a atuação do chefe da PGR, Augusto Aras, tenha sido irregular ao pedir o encerramento da investigação. Para a procuradora, o colega atuou de forma técnica, jurídica, isenta sem “qualquer desiderato [desejo] de prejudicar ou beneficiar determinadas pessoas”.

Metro1

ÚLTIMAS