7 outubro 2022 10:45
7 outubro 2022 10:45

“Num decreto só, vou apagar todo o seu sigilo”: Diz Lula para Bolsonaro

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) utilizou, neste domingo (28/8), o momento das considerações finais e um direito de resposta no debate promovido pela TV Band para alfinetar seu principal rival, o atual presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Eu, neste processo todo, estou muito mais limpo que ele ou qualquer parente dele, pois fui julgado e considerado inocente. […] Num decreto só, vou apagar todo o seu sigilo”, afirmou o petista.

Lula também se solidarizou com a jornalista Vera Magalhães e com a senadora e adversária Simone Tebet (MDB). As duas foram atacadas por Jair Bolsonaro (PL) durante o programa.

“Queria terminar minha participação me solidarizando com a senadora Simone e a jornalista que foi agredida”, afirmou.

A candidata Soraya Thronicke (União Brasil) também se solidarizou com Vera Magalhães. “Quando homens são tchutchuca com outros homens e viram tigrão para cima de nós mulheres, eu não aceito. No meu estado, mulheres viram onça e eu sou uma delas”, destacou a senadora.

Ataques às mulheres

“Vera, não podia esperar outra coisa de você. Eu acho que você dorme pensando em mim, tem uma paixão por mim. Você não pode tomar partido num debate como essa, fazer acusações mentirosas ao meu respeito. Você é uma vergonha para o jornalismo brasileiro”, afirmou o mandatário.

Logo antes, durante o debate, Vera perguntou a Ciro Gomes (PDT) sobre o Programa Nacional de Imunizações (PNI). Bolsonaro também se direcionou a Simone Tebet (MDB), a quem chamou de “vergonha para o Senado Federal” e continuou: “Não vem dizer que estou atacando mulher, se vitimizando”.

Metrópoles

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS