24 setembro 2022 8:59
24 setembro 2022 8:59

Militares chineses enviarão tropas à Rússia para exercício conjunto

Participação da China nos exercícios conjuntos "não tem relação com a atual situação internacional e regional", disse Ministério da Defesa chinês

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Tropas chinesas viajarão à Rússia para participar de exercícios militares conjuntos liderados pelo país anfitrião e que também incluem Índia, Belarus, Mongólia, Tajiquistão e outros países, disse o Ministério da Defesa da China nesta quarta-feira (17).

A participação da China nos exercícios conjuntos “não tem relação com a atual situação internacional e regional”, disse o ministério em comunicado.

No mês passado, Moscou anunciou planos para realizar exercícios em “Vostok” de 30 de agosto a 5 de setembro, mesmo enquanto trava uma guerra custosa na Ucrânia. Também disse na época que algumas forças estrangeiras participariam, sem nomeá-las.

Os últimos exercícios desse tipo ocorreram em 2018, quando a China participou pela primeira vez.

O Ministério da Defesa da China disse que sua participação nos exercícios faz parte de um acordo de cooperação anual bilateral em andamento com a Rússia.

“O objetivo é aprofundar a cooperação prática e amigável com os exércitos dos países participantes, aumentar o nível de colaboração estratégica entre as partes participantes e fortalecer a capacidade de responder a várias ameaças à segurança”, disse o comunicado.

Sob o presidente chinês Xi Jinping e seu colega russo Vladimir Putin, Pequim e Moscou se aproximaram cada vez mais.

Pouco antes da invasão da Ucrânia pela Rússia em 24 de fevereiro, Pequim e Moscou anunciaram uma parceria “sem limites”. O distrito militar oriental da Rússia inclui parte da Sibéria e tem sua sede em Khabarovsk, perto da fronteira chinesa.

Fonte: CNN Brasil

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS