24 setembro 2022 4:08
24 setembro 2022 4:08

Vídeo: Justiça decreta prisão de PM que atirou no campeão de jiu-jítsu em SP

Policial Militar Henrique Otávio Oliveira Velozo, 30 anos, disparou contra o atleta Leandro Pereira do Nascimento Lo, 33 anos, em São Paulo

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O Tribunal de Justiça de São Paulo decretou, na tarde deste domingo (7/8), a prisão temporária de Henrique Otavio Oliveira Velozo, 30 anos. O policial militar, que está foragido, é acusado de atirar no campeão mundial de jiu-jítsu Leandro Lo, 33 anos.

 O atleta foi baleado, na madrugada deste domingo (7/8), durante o show do grupo Pixote no Esporte Clube Sírio, na Avenida Indianópolis, bairro da Saúde, na zona sul da capital paulista.

O caso está sendo investigado como tentativa de homicídio pelo 16º DP (Vila Clementino). A Polícia Militar instaurou uma apuração administrativa. A instituição disse que está colaborando com as buscas pelo PM que atirou em Leandro Lo.

Segundo a SSP-DF, ele é um policial de 30 anos

Morte cerebral

O lutador foi socorrido no Hospital Municipal Saboya. A Secretaria de Saúde de São Paulo afirmou ao Metrópoles que a família não autorizou a divulgação de informações do quadro de Leandro Lo.

A morte cerebral do atleta foi confirmada pelo advogado da família Ivã Siqueira Junior ao G1. Posteriormente, o profissional disse para a reportagem do Metrópoles que a família não dará mais detalhes sobre a situação neste momento.

Veja momento em que lutador foi atendido:

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS