29 setembro 2022 6:04
29 setembro 2022 6:04

Goleiros mais decisivos do Brasil; Veja os rankings

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O goleiro Cássio, do Corinthians, é o goleiro mais decisivo do Brasileirão até aqui. Hoje, o Corinthians enfrenta em casa o Bragantino, que conta com Cleiton, quinto goleiro mais decisivo da competição. A rodada tem ainda Internacional x Juventude. Daniel, do Inter, aparece como provável e está na oitava colocação. No Juventude, deve atuar Pegorari, ex-Ituano, e que tem apenas três jogos pelo Juventude e, por isso, não aparece abaixo.

Em 20 jogos, Cássio fez 12 defesas difíceis e sofreu 11 gols quando o Corinthians empatava ou vencia por um gol, uma eficiência de 52,2% em lances difíceis decisivos. Esses são os lances que interferem diretamente na pontuação da classificação no momento em que ocorrem.

Ao fazer uma defesa difícil quando o time vence por um gol, o goleiro garante que o time faça dois pontos a mais do que se tivesse sofrido o gol. É disso que se trata o ranking.

Já Cleiton, do Bragantino, em 22 jogos fez 14 defesas difíceis e sofreu 16 gols em momentos decisivos, eficiência de 46,7%.

Vale lembrar que os goleiros tiveram mais defesas difíceis do que as relacionadas abaixo, onde contam apenas as feitas quando empatavam ou venciam por um gol.

Veja o ranking com goleiros que atuaram em pelo menos 10 jogos, participação mínima de 40% das rodadas, um padrão nos levantamentos do Espião Estatístico.

— Foto: Espião Estatístico

O grande desafiante

Desde que estreou pelo Fortaleza no Brasileirão, no empate em 0 a 0 em casa contra o Palmeiras, na 16ª rodada, o goleiro Fernando Miguel simplesmente ainda não levou gol. Qualquer gol.

E fez nove defesas difíceis, um índice absoluto de 100% de eficiência nos lances decisivos. Só não desbancou Cássio da liderança porque só disputou sete partidas, e por esse motivo há a limitação de participação mínima de 40% dos jogos de quem jogou mais, para evitar distorções.

Com o desempenho que vem conseguindo no gol do Fortaleza, Fernando Miguel deve começar a brilhar oficialmente no ranking de goleiros decisivos daqui a quatro rodadas, quando poderá alcançar a participação mínima em 40% das 28 rodadas, com 11 jogos.

Veja abaixo o desempenho dele e de outros goleiros com menos de 10 jogos. Compará-lo com o desempenho de outros goleiros que defenderam o Fortaleza no Brasileirão ajuda a entender a disparada do líder do returno. Fernando Miguel ficou no banco de reservas em dez rodadas.

Goleiros decisivos com menos jogos — Foto: Espião Estatístico

Critérios

Tudo começou com uma pergunta: que goleiro você preferiria ter no teu time? Um que tivesse sofrido cinco gols e feito dez defesas difíceis ou um que tivesse sofrido dez gols e feito cinco defesas difíceis? A resposta que pareceu fazer mais sentido foi “depende do momento do jogo em que levaram os gols e fizeram as defesas. Se as defesas foram feitas quando o time empatava ou vencia por um gol, e os gols foram sofridos quando o time já ganhava por dois de vantagem, qualquer um é bem-vindo”.

Então, escolhemos comparar os goleiros a partir de eventos decisivos: gols sofridos e defesas difíceis enquanto seus times empatavam ou venciam por um gol. Ou seja, gols sofridos e defesas difíceis que interferiam diretamente na pontuação da tabela de classificação no momento em que ocorreram.

Fonte: Ge

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS