6 agosto 2022 11:14
6 agosto 2022 11:14

Familiares de médico pedem ajuda para trazer corpo e ser sepultado na fronteira do Acre

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O caso do médico Jailson de Amorim Mariano, de 31 anos, que estava internado em estado grave na rede pública do Amapá depois de ser espancado a pauladas na Zona Rural de Macapá, ainda está por terminar.

A vítima permaneceu internada durante uma semana, mas não resistiu aos ferimentos indo a óbito por volta de 12h40 deste sábado na UTI do Hospital de Clínicas Dr. Alberto Lima (Hcal). O caso aconteceu no último domingo (24), numa confusão em um balneário.

Após seu falecimento, os familiares ainda consternados, tem a dolorosa missão de trazer o corpo para que seja sepultado em sua terra natal, em Brasiléia. Com uma despesa acima dos R$ 100 mil reais, resolveram pedir ajudar em grupos de redes socais para custear parte das despesas.

Para quem puder ajudar com qualquer quantia em um vaquinha virtual, disponibilizaram números de PIX para ajudar no translado.

VAQUINHA VIRTUAL

Em nome da família do médico Jailson Amorim Mariano, eu AVANÝ ALVES BORGES e JAIME DE AMORIM MARIANO, (tio e irmão do médico), criamos essa VAQUINHA VIRTUAL para arrecadar uma parte do valor para o TRANSLADO do corpo do médico que está em Macapá.

Ajude-nos a sepultar o corpo de nosso ente querido aqui próximo da família.

Nos envie a quantia que seu coração desejar que Deus te abençoará em dobro.

CHAVE PIX:

68999790280 (telefone) Avany Alves Borges

68992459662 (telefone) Jaime de Amorim Mariano

Relembre o caso

Conforme testemunhas, a vítima estava com a família desembarcando no balneário do distrito de Lontra da Pedreira, para ir embora para casa, quando um homem apareceu alterado.

Esse homem teria tentado agredir o cunhado de Jailson, que revidou com um empurrão que o fez cair. Então teria se iniciado a confusão generalizada, resultando nas agressões a pauladas no médico. Além dele, outros familiares também foram feridos por outras pessoas.

Foram os próprios parentes que socorreram Jailson até o Hospital de Emergências (HE) de Macapá, para que ele recebesse atendimento médico. Ele estava inconsciente e com traumatismo.

Na madrugada de segunda-feira (25), a vítima foi transfira em estado grave para a UTI do Hospital de Clínicas Dr. Alberto Lima (Hcal). Era nesta unidade de saúde que o médico trabalhava.

Os familiares alegam que a vítima e os agressores não se conheciam.

A Polícia Militar informou via Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciodes) que soube do caso por redes sociais e encaminhou equipe ao local, no entanto a vítima não foi localizada no local nem outras testemunhas.

Nota do CRM

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Amapá (CRM-AP) recebeu com muito pesar a notícia do falecimento do médico Jailson de Amorim Mariano, CRM: 2593 – AP. O médico faleceu hoje (30/07), em Macapá.

Dr. Jailson tinha 31 anos. Nasceu em Brasiléia, no Acre, mas estava morando em Macapá desde dezembro de 2021. Apesar do pouco tempo de atuação no Amapá, era muito querido entre os pacientes e colegas.

O CRM-AP expressa condolências aos familiares, amigos e pacientes. Que Deus console a todos neste momento.

OAlto Acre

ÚLTIMAS