24 setembro 2022 11:32
24 setembro 2022 11:32

Concurso Senado: diretora-geral fala de nomeações e vagas

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O Senado Federal abriu novo concurso público com 1.002 vagas para carreiras de nível superior. Em entrevista, a diretora-geral da Casa, Ilana Trombka, revelou prazo para nomeações, perspectivas para uso do cadastro de reserva e mais. Confira a seguir!

De acordo com Ilana, as nomeações de aprovados devem ocorrer apenas no próximo ano. As datas serão variáveis, uma vez que cargos como policial legislativo exigem mais etapas, o que prolonga a finalização do concurso.

“Cada edital pode ter uma data de finalização. Nenhuma delas ainda este ano”, disse a diretora-geral, em entrevista à Agência Senado.

O concurso Senado traz 1.002 oportunidades, sendo 22 para a contratação imediata e 980 para cadastro de reserva. Ilana Trombka explicou que os aprovados no cadastro poderão ser convocados durante o prazo de validade da seleção (de dois anos, podendo chegar a quatro).

“As 22 vagas que estão lá nominadas são obrigatórias. Além dessas, outras dependem da disponibilidade orçamentária e da vontade do órgão no decorrer desses próximos quatro anos”.

Ilana também ressaltou que as carreiras no Senado “vão se sobrepondo e mudando” ao longo dos anos. Segundo ela, o concurso deve suprir uma carência pontual de profissionais em áreas específicas — como engenheiro do trabalho e assistente social. Além de vagas ociosas pulverizadas em outras carreiras.

Conforme informado pela diretora-geral, o concurso vai repor parte da demanda atual por novos servidores.

“O número de vagas para um concurso é definido pela quantidade de vagas em aberto. Vagas em aberto são pessoas que não constam mais nem como aposentado nem como pensionista. A partir disso, há a liberação de um número de vagas. Quando foi votada a Lei de Diretrizes Orçamentárias, houve um corte horizontal para todas as carreiras de 60%. Então, o que restou foram 40% das vagas anteriormente previstas”, esclareceu.

“É o momento de renovar o quadro de servidores do Senado”

O último concurso para o Senado Federal foi realizado há dez anos. De acordo com a diretora-geral da Casa, a nova seleção deve promover uma renovação nos quadros de pessoal da instituição.

“Claro que toda organização precisa de uma renovação e de uma recomposição de quadros. Nós temos uma excelente experiência com o quadro de servidores que atualmente compõem o Senado, e vimos que era momento de renovar esse quadro. Por isso, a Mesa Diretora do Senado aprovou o concurso”, pontuou.

Diretora-geral do Senado, Ilana Trombka foi aprovada no concurso de 1997 para a área de Comunicação Social. Ela incentivou os candidatos e disse que não se arrepende da escolha que fez.

“Não me arrependo um minuto de ter feito o concurso. Trabalho no Senado há 25 anos e sou feliz com meu trabalho. Se posso falar da minha experiência pessoal, é que vale a pena. Não sei quem vai passar. Mas quem não fizer o concurso não vai passar. É muito importante que as pessoas se disponham a fazer o concurso e estejam preparadas. Um pouco de sorte evidentemente também ajuda. Mas há, sim, a necessidade de uma preparação, porque é um concurso concorrido”.

As inscrições do concurso ficam abertas até 21 de setembro, pelo  site da Fundação Getulio Vargas (FGV) , banca organizadora. O primeiro passo é preencher o formulário com todos os dados solicitados.

Em seguida, gerar o boleto e pagar a taxa de R$55 para policial legislativo; R$73 para analista legislativo; e R$94 para consultor legislativo e advogado. O pagamento pode ser feito até 23 de setembro.

Ilana Trombka afirmou estar tranquila sobre a escolha da FGV como banca organizadora do concurso Senado.

“Ela fez muito recentemente o concurso do Tribunal de Contas da União, que também é um concurso muito procurado, muito difícil e já tradicional. O fato de a FGV prestar serviços para um órgão como o TCU já denota uma seriedade e uma capacidade de realização em nível de qualificação que precisamos e exigimos”.

Concurso Senado oferece salários iniciais de até R$34 mil

Um dos grandes atrativos do concurso Senado é a remuneração. Em início de carreira, os aprovados poderão ganhar até R$34 mil.

A oferta é para quatro carreiras de nível superior. Veja os detalhes a seguir:

Técnico legislativo – policial legislativo

  • Vagas: 7 imediatas e 173 para cadastro de reserva

  • Requisitos: nível superior completo em qualquer área e a Carteira Nacional de Habilitação na categoria B (requisito de escolaridade deixou de ser nível médio em abril de 2022)

  • Remuneração inicial:  R$20.410,07, já incluindo o auxílio-alimentação de R$982,28

Analista legislativo

  • Vagas: 12 imediatas (para seguintes áreas: Administração; Arquivologia; Assistência Social; Contabilidade; Enfermagem; Engenharia Eletrônica e Telecomunicações; Engenharia do Trabalho; Informática Legislativa; Processo Legislativo; Registro e Redação Parlamentar) e 688 para cadastro de reserva.

  • Requisitos: nível superior completo na área que deseja concorrer

  • Remuneração inicial: R$26.880,04, já incluindo o auxílio-alimentação de R$982,28

Consultor Legislativo

  • Vagas: 2 imediatas (sendo uma para Assessoramento em Orçamentos e uma para Assessoramento Legislativo – Direito do Trabalho e Direito Previdenciário) e 100 para cadastro de reserva.

  • Especialidades: as oportunidades serão para Orçamento e Direito Financeiro; Orçamento e Análise Econômica; Agricultura; Comunicações e Tecnologia da Informação; Desporto e Cultura; Direito Civil, Processual Civil e Agrário; Direito Constitucional, Administrativo, Eleitoral e Processo Legislativo; Direito do Trabalho e Direito Previdenciário; Direito Econômico; Direito Internacional Público; Direito Penal; Direito tributário; Direitos Humanos e Cidadania; Economia do Trabalho, Renda e Previdência; Economia Regional e Políticas de Desenvolvimento Urbano; Educação; Meio Ambiente; Minas e Energia; Política Econômica e Finanças Públicas; Política Econômica e Sistema Financeiro; Políticas Microeconômicas; Pronunciamentos; Saúde e Transportes.

  • Requisitos: nível superior completo

  • Remuneração inicial: R$34.443,96, já incluindo o auxílio-alimentação de R$982,28

Advogado

  • Vagas: 1 imediata e 19 para cadastro de reserva

  • Requisitos: Bacharelado em Direito e inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil

  • Remuneração inicial: R$34.443,96, já incluindo o auxílio-alimentação de R$982,28

Provas do concurso Senado serão aplicadas em novembro

As etapas do concurso para o Senado Federal variam de acordo com a carreira escolhida:

► Técnico Legislativo (policial legislativo): Provas objetivas; provas discursivas; exame de sanidade física e mental; teste de aptidão física; exame psicotécnico; sindicância de vida pregressa e investigação social.

► Analista Legislativo: Provas objetivas; provas discursivas; prova prática/taquigrafia (especialidade de Registro e Redação Parlamentar);

► Consultor Legislativo: Provas objetivas; provas discursivas; prova de títulos.

► Advogado: Provas objetivas; provas discursivas; prova de títulos.

As provas objetivas para todos os cargos serão realizadas no dia 6 de novembro, nas capitais dos estados brasileiros e no Distrito Federal. Os turnos serão diferentes a depender do cargo:

Manhã, das 8h às 12h30 Policial legislativo; Advogado; Consultor legislativo.
Tarde, das 15h às 19h30 Analista legislativo.

No mesmo dia, serão aplicadas as provas discursivas para técnico (policial legislativo) e analista legislativo.

As avaliações discursivas para consultor legislativo e advogado serão em 27 de novembro, em dois turnos, com duração de quatro horas cada, das 8h às 12h e das 15h às 19h.

Confira os conteúdos que serão cobrados para cada cargo na parte objetiva:

Técnico legislativo (policial legislativo)

Conhecimentos Gerais – 40 questões:

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico Matemático
  • Língua Inglesa
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo

Conhecimentos Específicos – 30 questões:

  • Direito Penal e Processual Penal
  • Criminalística
  • Direito Digital
  • Direitos Humanos
  • Informática
  • Conhecimentos na área de atuação

Analista Legislativo

Conhecimentos Gerais – 40 questões:

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico Matemático
  • Língua Inglesa
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo

Conhecimentos Específicos – 30 questões:

  • Conhecimentos na área de atuação

Consultor Legislativo 

Conhecimentos Gerais – 30 questões:

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico Matemático
  • Língua Inglesa
  • Processo Legislativo Constitucional

Conhecimentos Específicos – 70 questões:

  • Ciência Política
  • Avaliação de Políticas Públicas
  • Direito Administrativo
  • Direito Constitucional
  • Conhecimentos na área de atuação

Advogado

Conhecimentos Gerais:

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico Matemático
  • Língua Inglesa

Conhecimentos Específicos

  • Direito Constitucional
  • Processo Legislativo Constitucional
  • Direito Administrativo – Geral
  • Direito Administrativo – Licitações e Contratos
  • Direito Administrativo – Legislação de Pessoal Civil
  • Direito Civil e Empresarial
  • Direito Processual Civil
  • Direito Penal
  • Direito Processual Penal
  • Direito do Trabalho, Processual do Trabalho e da Seguridade Social
  • Direito Eleitoral
  • Direito Financeiro e Tributário
  • Direito Internacional Público e Privado
  • Direito Digital
  • Legislação Complementar

A prova discursiva, por sua vez, consistirá em questões teóricas ou práticas abordando os Conhecimentos Específicos do cargo.

Folha Dirigida

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS