25 setembro 2022 4:22
25 setembro 2022 4:22

Ciúmes: Padastro confessa ter matado enteada porque ela postou foto com um rapaz

Por Imediato

- Publicidade -

Preso na noite desta segunda-feira (29), por policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Carlos Alberto Paula Soares, de 36 anos, confessou em coletiva nesta terça que foi o autor da morte da adolescente Jennifer Vitória Magno Soares, de 15 anos, em Manaus.

A vítima foi assassinada a facadas no dia 1 de agosto desse ano, dentro de uma residência localizada na rua P, comunidade Santa Inês, no bairro Jorge Teixeira, zona Leste da capital, onde morou por 12 anos com o padrasto e a mãe.

Para a imprensa, o padrasto confessou que matou a enteada por ciúmes.

Foto: Neto Silva/Imediato

“Foi momento de fraqueza, quero pedir perdão pra família aí, não sou o primeiro a errar e tô muito arrependido. Desde o dia que aconteceu isso eu venho chorando, não posso trazer a minha filha de volta, não tenho nada pra falar mal dela. Foi ciúmes porque ela postou foto com um rapaz que tava recente” disse o homem sobre o término da relação com sua ex-companheira.

Na época, a mãe de Jennifer relatou aos policiais que Carlos enviou mensagens após executar a menina, culpando ela pois teria começado um novo relacionamento. A mulher ainda disse as autoridades policiais que teria postado uma foto com um novo rapaz, e que Carlos teria visto, movido por raiva acabou descontou na adolescente.

Foto: Neto Silva/Imediato

O delegado Ricardo Cunha, titular da unidade especializada, disse na coletiva que a prisão ocorreu após denúncias que informavam o paradeiro do criminoso em uma área de mata do bairro Coroado.

“Por um motivo banal, fato do término do relacionamento dele com a sua antiga esposa. Ela entrou em um novo relacionamento, passou fazer publicações em suas redes sociais e no momento em que ele viu perdeu a cabeça. A jovem estava na casa com ele passando o final de semana, estava saindo do banho e atingiu o bem mais precioso da da mulher”, informou o delegado.

Foto: Neto Silva/Imediato

Logo em seguida ele se evadiu, estava se passando por mendigo, vivendo em uma área de mata. Sabíamos desde o início das investigações que ele estava pela região do Coroado, contudo, como se tratava de uma área de mata isso dificultou nas investigações”, disse o delegado.

Ainda de acordo com a polícia, o mesmo estaria indo na casa de familiares buscar alimento. “Ele saiu do lugar onde estava escondido pra pegar esses alimentos e foi preso na avenida principal do bairro”, finalizou o títular da DEHS.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS