24 setembro 2022 10:53
24 setembro 2022 10:53

Bolsonarista que matou petista tem prisão domiciliar revogada pela Justiça

Jorge Guaranho é réu por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A Justiça revogou a prisão domiciliar de Jorge Guaranho, bolsonarista que matou o petista Marcelo Arruda, tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu no dia 9 de julho. Agora, ele deverá ser transferido para o Complexo Médico Penal, em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. A informação é da RPC, afiliada da TV Globo na região.

Jorge Guaranho é réu por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil. Após atirar em Marcelo Arruda, o homem, que é policial penal, também foi atingido por tiros, além de socos e chutes. Ele passou um mês internado e teve alta na última quarta-feira (10). Entretanto, como a unidade argumentou que não possui estrutura para receber Jorge Guaranho, o juiz Gustavo Germano Francisco Arguello, da 3ª Vara Criminal da cidade do interior paranaense, decidiu pela prisão domiciliar monitorada.

Quando Guaranho deixou o hospital, amigos e familiares de Marcelo Arruda foram ao local para se manifestar e pedir justiça. A defesa do policial argumentou que ele necessita de auxílio para realizar atividades rotineiras, o que dificultaria que ele fosse recebido pela unidade hospitalar penal.

Fonte: Correio Braziliense 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS