5 agosto 2022 3:15
5 agosto 2022 3:15

Biden assina lei que protege quem viajar para abortar dentro dos EUA

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, emitiu na quarta-feira, 03 de agosto, uma ordem executiva orientando seu secretário de Saúde a tomar medidas para apoiar pacientes que viajam para fora do estado para abortar.

Em 24 de junho, a Suprema Corte americana decidiu derrubar a decisão que garantia o direito das mulheres a abortar no país, revertendo a decisão Roe contra Wade de 1973.

O país reconhecia o direito constitucional da mulher ao aborto e legalizava o procedimento em todo o país há quase 50 anos.

Com a decisão, os estados podem aprovar leis que proíbem a realização do procedimento.

Biden orienta o secretário de Saúde do país a permitir que estados com acesso legal ao aborto apoiem que pacientes de baixa renda de outras regiões possam viajar para conseguir abortar.

A ordem também orienta que os profissionais de saúde cumpram as leis federais de não discriminação “para que as mulheres recebam os cuidados médicos necessários sem demora”.

Logo após a decisão da Suprema Corte, pelo menos 10 estados proibiram o aborto em quase todos os casos.

Fonte/ Portal Yahoo.com

ÚLTIMAS