29 setembro 2022 1:26
29 setembro 2022 1:26

Armado com facão homem invade Hospital em Sena Madureira e é morto por vigilante a tiro

O vigilante foi conduzido para a delegacia, onde foi ouvido e liberado por ter agido por legítima defesa.

Por Redação Ecos da notícia

- Publicidade -

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar do município de Sena Madureira, um homem identificado como Rivelino Espíndola invadiu o Hospital João Cancio Fernandes, em posse de um facão e tentou agredir o segurança, que reagiu e efetuou um disparo contra ele, no último domingo, 28.

Rivelino havia recebido ordens para largar a arma, mas,  insistiu, ameaçando pacientes e a equipe médica presente.

“Ele tem várias passagens, inclusive era monitorado. Pela manhã, ele tentou contra a vida de um rapaz e a polícia foi atrás, tentou localizar, mas não conseguiu. Já à tarde, ele foi ao hospital. E a motivação é que ainda não está constatada porque requer investigação”, disse o comandante da Polícia Militar do Acre (PM-AC), Manoel Jorge.

Após o disparo, Rivelino recebeu atendimento médico, mas não resistiu. Rivelino Espíndola era foragido do sistema prisional.

O vigilante foi conduzido para a delegacia, onde foi ouvido e liberado por ter agido por legítima defesa, de acordo com a polícia.

“O cidadão, que já é conhecido de boa parte dos moradores da cidade, e que, possivelmente tem algum tipo de transtorno mental, partiu para cima do segurança, segurando uma faca, e o vigilante não teve outra alternativa a não ser desferir um tiro. O cidadão foi atendido porque já estava no hospital, mas morreu”, disse o delegado Leonardo Meyohas.

Ainda foi levantada a hipótese de que Aguiar teria entrado na unidade de saúde para atentar contra a vida do pai dele, que estava internado. Mas, a polícia ainda não trabalha com esta possibilidade. Além disso, ele já tinha feito outro atentado, antes de chegar até o hospital.

“Isso é mera especulação porque o pai estava no hospital, mas não tem, até o momento, como chegar a esta hipótese. Ele já tinha, na mesma data, atacado de forma similar uma outra pessoa, que seria inquilino do próprio pai, em um apartamento”, esclareceu o delegado.

Fonte/ A Gazeta do Acre

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS