23 setembro 2022 7:27
23 setembro 2022 7:27

Acre terá sete candidatos na disputa ao governo, eleição deve ir para o segundo turno

A entrada de Jorge Viana e Marcus Alexandre tornou a disputa pelo governo do Acre ainda mais acirrada

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Diferentemente do que acredita o governador Gladson Cameli (PP), a eleição para o governo do Acre deve se consolidar somente no 2° turno. Com o ingresso da chapa petista, composta por Jorge Viana e Marcus Alexandre, sete candidaturas disputam a vaga no Poder Executivo.

Gladson Cameli entrou na disputa com Mailza Gomes de vice, formando uma chapa pura do Progressistas. A decisão homogenia também foi tomada pelo Partido dos Trabalhadores, que lançou Jorge Viana e Marcus Alexandre. Anteriormente, o Social Democrático havia aderido a “receita” e optado por Sérgio Petecão e João Tota Filho, ambos do PSD.

A chapa do MDB ganhou um reforço do PL e tem Mara Rocha e Fernando Zamora na corrida pelo governo do Estado. Já o União Brasil (UB) apresentou os nomes de Márcio Bittar e  Georgia Cristina Micheletti.  O candidato do Agir ao governo do Acre, David Hall, tem como vice a empresária Jorgiene da Silva Carneiro, e o candidato do PSOL, Nilson Euclides, tem a agente administrativa  Jane Rosas de vice.

A entrada de Jorge Viana e Marcus Alexandre tornou a disputa ainda mais acirrada. Mas, o páreo começa oficialmente dia 16 de agosto quando é dada a largada do período eleitoral, momento em que os candidatos podem pedir voto e divulgar seu material de campanha.

Candidatos ao governo do Acre

A Gazeta do Acre

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS